Como Colocar Drywall No Teto?

O teto de drywall é uma prática bastante comum na construção civil, mas você sabe como colocar este teto? Pois se você não faz ideia, não tem problema, você veio ao lugar certo!

Isso pois o objetivo nosso neste artigo é justamente lhe ajudar a colocar o drywall no teto! Abaixo nós separamos um passo a passo que irá lhe ajudar neste objetivo, além é claro de também falarmos um pouquinho sobre o que é o drywall, bem como suas vantagens e desvantagens!

Então, se você quer aprender e como colocar o drywall no teto, é só continuar por aqui com a gente!

Por que utilizar o teto de drywall?

O teto de drywall, ou de gesso, é bastante diferente do convencional ao qual estamos acostumados. Sua principal função aqui é a estética, trazendo a todo o ambiente um melhor visual. Além disso, o teto de drywall é também bastante utilizado para esconder imperfeições, como por exemplo vigas, bem como para que você possa colocar iluminações através dele.

Teto de Drywall
Nesta sala o teto foi utilizado de modo a destacar bem a iluminação presente

Além disso, com o teto de drywall é ainda possível realizar a passagem de tubulações, sejam de água, elétricas ou até mesmo para o ar condicionado.

Uma vez que você já tenha em mente a função deste teto, e do porque utilizá-lo, vamos agora conferir suas vantagens e desvantagens.

Vantagens e desvantagens do drywall

Para que fique mais claro a você o porque é vantajoso colocar um teto de drywall, nós separamos abaixo suas vantagens e desvantagens, então confere só!

Vantagens

Comecemos pelas vantagens, onde abaixo nós listamos para você as principais, sendo elas:

  • A montagem costuma ser bastante fácil e rápida;
  • Além da montagem ser fácil, sua manutenção também é, sendo possível até mesmo recortar uma parte do forro para depois emendá-lo novamente, isso tudo sem ocasionar prejuízos para o acabamento;
  • Nós citamos que uma das suas principais vantagens é devido a este teto melhorar o visual, isso se dá pois o teto de drywall é uniforme, trazendo uma maior simetria ao ambiente;
  • É possível realizar a criação de sancas, de modo a valorizar bastante toda a estética do ambiente;
  • Pela imagem acima, você pôde notar que o projeto de iluminação acaba sendo o mais beneficiado aqui, permitindo a criação de ambientes lindos e criativos;
  • Com ele você garante um bom controle de temperatura, bem como um isolamento acústico;
  • Colocar um teto de drywall lhe permite um maior ganho de espeço no ambiente, devido a sua espessura ser muito fina. O estimado é que a cada 100 m² você ganhe, aproximadamente, 5 m².

Desvantagens

Uma vez que já tenhamos conferido as vantagens, é necessário que passemos agora para as desvantagens:

  • A principal desvantagem aqui com o teto de drywall se dá em relação a sua baixa resistência a água. Algumas gotinhas já costumam ser o suficiente para danificar sua placa de drywall. Ou seja, não se deve utilizar o teto e drywall em áreas externas ou lugares úmidos (mas claro, é possível ir atrás de placas de drywall que sejam resistentes a umidade), e goteiras também podem atrapalhar bastante aqui;
  • Quando comparado a outros tetos, como por exemplo o de alvenaria convencional, o de drywall é mais frágil, o que torna impossível colocar ventiladores de teto nele. Há um limite máximo por metro quadrado que ele é capaz de suportar, é importante que você fique atento a ele;
  • O drywall também pode acabar mofando com o tempo, adquirindo aquele aspecto amarelado, o que faz com que seja necessário um tratamento especial nele para que isso não ocorra.

Agora que você já tem uma noção das principais vantagens e desvantagens de se colocar um teto de drywall, ele vale a pena ou não? Para nós, o teto de drywall ainda continua valendo a pena, sendo necessário apenas que você siga todas as orientações, de modo a evitar suas desvantagens e poder utilizá-lo ao máximo, sem complicações!

Passo a passo de como colocar o drywall no teto!

Vamos agora focar no tema central deste artigo, em como colocar drywall no teto. Abaixo nós separamos um passo a passo que poderá lhe ajudar com isso, confere só:

1 – Preparando tudo

Antes de começar, o ideal é que você confira a área do teto em que irá colocar o drywall, sempre buscando por dutos, canos e fios elétricos a mostra. Instale tiras de madeira sobre o teto em que você irá instalar o drywall, deixando toda a superfície bem regular e plana.

Marque agora, entre as tiras de madeira, os cruzamentos que lhe servirão como referência para quando estiver as instalando. Não se esqueça de marcar também a exata posição em que você irá instalar caixas elétricas e os soquetes de lâmpadas.

Caso você esteja trabalhando sozinho, um suporte em T pode se mostrar necessário, ele poderá lhe ajudar a amparar os painéis de drywall e os suspender até o teto. Mas o ideal é que você tenha ajuda de, pelo menos, mais uma pessoa para este trabalho.

Nós também já apresentamos aqui mesmo no site um artigo descrevendo as melhores ferramentas para trabalhar com drywall, vale a pena dar uma conferida nelas!

2 – Determinando a posição das peças

Uma vez que toda a preparação já esteja finalizada, o próximo passo é determinar a correta posição de suas peças de drywall.

Neste passo é importante começarmos sempre pelas quinas, onde é possível utilizar um painel inteiro. Comece suspendendo a primeira peça de drywall até o teto, de modo que você consiga ter uma ideia de seu posicionamento em relação as vigas.

É importante que você tenha a posição de todas as placas muito bem definidas, para só então passar a cola nas vigas. Tenha em mente que a cola de drywall seca em apenas 15 minutos, e por isso é tão importante que você já tenha todas as posições bem definidas antes de utilizá-la.

3 – Elevando as placas para o teto

Lembra-se do suporte T que você construiu lá atrás? Pois agora é a hora de utilizá-lo para lhe ajudar a elevar as placas até o teto, sempre as encaixando muito bem na quina. Tenha cuidado para manter as quinas chanfradas de placam sempre viradas para baixo. E aqui nós voltamos a citar que o melhor é contar com mais uma pessoa para lhe ajudar a elevar as placas.

Continue elevando as placas ao teto e as instalando ao longo da parede, tomando cuidado para que os lados chanfrados estejam virados para baixo e encostados uns aos outros. O chanfro serve para facilitar tanto o rejunte quanto a fita adesiva entre as placas.

4 – Pregando as placas

Agora é a hora onde você irá colocar as placas de drywall permanentemente no teto, utilizando para isto uma boa parafusadeira. É importante que a cabeça do parafuso que você for utilizar para fixar a placa esteja em contato direto com o revestimento no papel, de modo que possa afundá-lo, mas sem o rasgar.

Os parafusos devem ser instalados com uma distância um do outro de 18 cm ao longo da placa de drywall, e também a 0,95 cm de sua beira. Coloque também parafusos complementares ao decorrer das vigas do teto, sempre em intervalos de 30,5 cm.

Para este passo é possível se utilizar tanto de parafusos quanto de pregos, o que for melhor para você!

5 – A próxima fileira

Uma vez que essa primeira fileira já esteja finalizada, é hora de passar para a segunda fileira. Utilize uma meia-placa nesta fileira, de modo que você possa alternar entre as junções e conferir uma maior estabilidade a toda a estrutura.

Agora é só ir repetindo os passo acima para esta fileira e as próximas, até fechar todo o teto. Mas calma, o trabalho ainda não está finalizado!

6 – Não se esqueça dos soquetes e a saída para a ventilação!

Nós não podemos nos esquecer dos soquetes de lâmpadas, afinal, eles também deverá entrar em seu teto!

Para tal, você deverá marcar sua posição e realizar um corte no centro da folha de drywall que for abrigar este soquete. Utilize lápis, régua, (trena e nível a laser também podem ajudar, apesar de não serem essenciais) e estilete para realizar a marcação desta posição e em seguida cortar o espaço necessário para o soquete.

Inicialmente, coloque os painéis do soquete mais frouxos. Com a ajuda de um martelo rotativo você poderá realizar a cavidade do soquete, e somente após isso você deverá instalar este painel em definitivo, seguindo as dicas do passo a passo acima!

Viu só como não tem muito segredo para colocar o teto de drywall? Não é um processo muito difícil, mas ainda assim o aconselhável é que você não o realize sozinho, pois por mais que seja possível, é sempre preferível contar com uma pessoa a mais para isso!

E caso você pretenda instalar paredes de drywall, nossa dica aqui é que você conclua todo o teto antes de passar para as paredes!

Dicas para lhe ajudar a colocar drywall no teto!

Acima nós lhe mostramos o passo a passo para colocar drywall no teto, então agora nós separamos algumas dicas que irão facilitar esta instalação!

  • Para que as placas de drywall não empenem, o ideal é deixá-las deitadas sobre o chão;
  • Caso você esteja trabalhando sozinho, o suporte em T torna-se realmente necessário para lhe ajudar a suspender as placas de drywall, vale a pena gastar um tempinho extra no inicio para fazê-los;
  • Os painéis de drywall são comercializados em diferentes espessuras, sendo que para forros as mais aconselháveis são de 1,5 cm ou de 1,25 cm. Entretanto, é importante conferir se a instalação não está seguindo alguma NBR, caso positivo, confira sempre qual é a espessura especificada em Norma;
  • Fique atento também aos parafusos, pois nem sempre o maior é o melhor. Para um painel com espessura de 1,25 cm, um parafuso de 5 cm é tão eficiente quanto um de 3,2 cm, porém ele é bem mais difícil de alinhar e atarraxar;
  • Nós citamos no passo a passo acima a utilização de cola para drywall, entretanto é bom ter em mente que elas não são tão utilizadas assim. Caso seja possível, substitua a cola por três parafusos de rosca larga específicos para o drywall (que irão entrar em conjunto com os demais parafusos já utilizados), nas interseções entre as vigas e o centro do painel;
  • Dúvidas sobre a quantidade necessária de drywall que você precisa adquirir? Pois através deste link você pode calcular a quantidade total de drywall que você precisará comprar para colocar em seu teto;
  • Não se esqueça dos equipamentos de proteção, eles são essenciais aqui!

As Normas Técnicas necessárias!

As NBR’s são essenciais para guiar aplicações e ditar determinadas diretrizes que devem ser tomadas. Importante também lembrar que Normas Técnicas não são optativas, mas sim essenciais. Para quem pretende trabalhar com drywall, deve se atentar para seguir as diretrizes de tais Normas Técnicas:

  • ABNT NBR 15758-1:2009Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem. Parte 1: Requisitos para sistemas usados como paredes;
  • ABNT NBR 15758-2:2009Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem. Parte 2: Requisitos para sistemas usados como forros;
  • ABNT NBR 15758-3:2009Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem. Parte 3: Requisitos para sistemas usados como revestimentos.

Se você planeja trabalhar com peças de drywall, então é bom sempre manter estas Normas Técnicas a mãos!

Agora você já sabe como colocar o Drywall no teto!

Acima nós lhe mostramos o passo a passo para colocar drywall no teto, bem como outras informações importantes que você deve saber caso pretenda trabalhar com drywall. Então agora você já sabe o que deve fazer sempre que optar por instalar drywall em seu teto, de modo que você possa utilizar a capacidade do drywall ao máximo, evitando todas as suas desvantagens e a má instalação!

Mas claro, caso tenham sobrado dúvidas sobre a instalação de drywall no teto, basta nos perguntar nos comentários abaixo e nós estaremos prontos para lhe responder!