Como Funciona E Como Usar Um Martelete

Não basta apenas ter um martelete em mãos, é necessário ter em mente como ele funciona e saber como o usar. Pois foi pensando exatamente nisso que nós separamos este artigo para você!

Abaixo nós iremos te explicar desde como o martelete funciona, até o passo a passo de como o usar. Além disso, também abordaremos várias outras informações que você deve ter em mente antes de começar a usar o seu martelete, de modo que você não tenha nenhum tipo de problema com ele.

Então, se você quer aprender como funciona e como usar o seu martelete, é só continuar por aqui com a gente!

Para que serve um martelete?

Antes de começarmos a focar em como funciona e em como usar um martelete, você sabe dizer para que ele serve? Qual é a sua função?

Nós podemos comparar o martelete com uma furadeira, e mais abaixo nós realmente fizemos essa comparação, porém com algumas diferenças importantes. Enquanto a função de uma furadeira é perfurar, a função principal do martelete é demolir, mais especificamente demolir peças de concreto!

Claro, você também pode realizar perfurações com um martelete, em em materiais que sejam duros e resistentes demais para uma furadeira lidar, mas é bom ter em mente que ele não lhe fornece a mesma precisão que você encontrará numa furadeira para este mesmo objetivo.

Confere só as principais atividades em que o martelete é utilizado:

  • Ele é usado para retirar restos de reboco, cimento, tijolos e sujeiras de paredes de obra ou que você vá reformar;
  • Pode ser usado para demolir vigas, colunas e demais peças de alvenaria;
  • Usado para a inserção de canaletas, tubos de PVC e canos;
  • Para a retirada de azulejos e ladrilhos de um determinado piso;
  • Dentre várias outras utilizações que você pode empregar a ele.

Uma vez que você agora sabe para que funciona o martelete, e antes de lhe mostrarmos a como o usar, vamos passar brevemente por suas vantagens!

Vantagens de se ter um martelete

Recapitulando brevemente sobre as principais utilizações de um martelete, nós temos que ele serve para: perfurar, demolir e quebrar!

Tendo em vista essas suas três principais funções, como nós podemos analisar o martelete, com relação a elas, e levantar suas vantagens? É simples:

  • Você precisa fazer perfurações grandes, ou então demolições simples? Então o martelete acaba sendo a ferramenta perfeita para isso;
  • Além disso, apesar de ser uma ferramenta super potente, o martelete é também bem simples de ser utilizado;
  • É também super versátil, pois lhe permite executar mais de um serviço com uma única ferramenta;
  • E por fim, ele lhe garante uma maior agilidade e velocidade em seus trabalhos.

Essas são as principais vantagens que você possui ao usar seu martelete, uma ferramenta que funciona em diversas situações.

Já com relação as desvantagens, pois é sempre bom as citarmos, a principal delas diz respeito apenas a exclusividade do martelete. Ou seja, dependendo do trabalho que você tiver pela frente, o martelete acaba não sendo necessário, fazendo com que você não precise adquirir um.

E é importante também levarmos em consideração que você pode substituir seu martelete por outras ferramentas dependendo do serviço que for executar. Por exemplo, caso vá demolir uma coluna você pode usar uma marreta, porém o tempo gasto será bem maior, assim como o esforço físico do operador!

Leve tudo isso em consideração quanto estiver ponderando se ter um martelete vale ou não a pena para você!

Como usar um martelete

Agora que você já está ciente de como funciona, e das principais vantagens de um martelete, vamos direcionar agora o foco para lhe mostrar a como o usar.

O martelete não é uma ferramenta muito difícil de ser utilizada, bastando apenas que você tome alguns cuidados e siga algumas diretrizes para tal. A seguir nós separamos algumas dicas que irão lhe ajudar na hora de usar seu martelete, então confere só!

1 – Proteção!

Você já viu que o martelete funciona para demolir e perfurar, então é claro que quando for o usar você precisa estar bem protegido!

Os equipamentos de proteção não são itens opcionais, sendo, na verdade, obrigatórios para este tipo de trabalho. O óculos de proteção acaba sendo o principal equipamento aqui, e totalmente indispensável. Na hora de usar o martelete é bem normal que detritos acabem voando longe, então é bom estar preparado para qualquer tipo de acidente que possa vir a ocorrer, tanto com o óculos quanto com o capacete de proteção.

E estes equipamentos não devem ser utilizados apenas pelo operador, mas também por quaisquer pessoas que estejam próximas ao local onde o martelete estiver sendo utilizado. Detritos não possuem alvos, as chances deles ignorarem o operador protegido para irem direto aquele que não está usando nenhum tipo de proteção é bem alta!

2 – Fique atento a pressão

Como dito acima, usar o martelete é um processo simples, sendo que o mais importante é saber definir a pressão ideal para o uso.

Usar pouca pressão fará apenas com que você não consiga realizar o trabalho, mas, em contrapartida, usar pressão em excesso poderá acabar danificando o motor de seu martelete. Ou seja, a parte mais “complicada” é entre você encontrar o equilíbrio ideal para a pressão, após isso tudo irá fluir naturalmente.

Importante também ter em mente que você deve sempre alternar a pressão utilizada dependendo do tipo de material em que você estiver trabalhando.

3 – O material

E por falar nisso, nossa dica é justamente para que você tenha em mente o material em que você está utilizando seu martelete.

Saiba tanto sobre o material que você está perfurando com seu martelete, de modo que você tenha em mente sua dureza e a pressão necessária para atuar sobre ele, quanto sobre o que está atrás dele. Imagine só perfurar um local e acertar justamente um encanamento? A dor de cabeça ocasionada por isso com certeza será alta, por isso é tão importante que você conheça bem o local que for perfurar, de modo a evitar acidentes!

4 – Começando a furar

Uma vez que você já viu como funciona todas as preparações, podemos então efetivamente começar a usar o nosso martelete!

  1. Para começar, você deve instalar a broca em seu martelete, broca esta sempre de acordo com o trabalho que você for desempenhar. O lado bom aqui é que a grande maioria dos marteletes possuem um engate rápido, ou seja, você não precisará de nenhuma chave para aperto;
  2. Em seguida, conecte seu martelete na rede elétrica, e selecione a chave seletora para que ela fique na função de “furar/romper”;
  3. Segure seu martelete rente ao local que deseja perfurar, mantendo-o sempre reto, numa posição de 90º;
  4. Pressione o gatilho, dando inicio a perfuração;
  5. Lembrando que você não precisará forçar seu martelete para realizar o furo;
  6. Uma vez que tenha terminado, agora é a hora de remover a broca. Para tal, basta puxar a trava do porta ferramentas para trás.

Viu só como é bem fácil usar seu martelete? E é importante ressaltarmos o fato de que este passo a passo acima é para a utilização de um martelete perfurador, e não do martelete rompedor. Abaixo nós lhe explicamos melhor a diferença entre ambos.

E claro, caso queira conferir este passo a passo sendo feito, bem como várias outras dicas de utilização, é só dar play no vídeo abaixo feito pelo canal Casa do Construtor:

Martelete rompedor ou perfurador?

Você já deve ter ouvido antes o termo martelete rompedor e martelete perfurador, não é mesmo? Pois saiba que eles não são tudo a mesma coisa. Abaixo nós separamos uma breve explicação sobre cada um deles, de modo que você possa entender melhor suas aplicações e diferenças!

Comecemos pelo martelete rompedor, o qual funciona exatamente como o nome indica, ou seja, para romper, para demolir. Se você precisa derrubar paredes e vigas, ou apenas quebrar concreto e tijolos, é o martelete rompedor que você deve buscar. Além disso, não apenas para demolir, mas também para raspagens e limpezas esta acaba sendo uma ótima ferramenta. O martelete rompedor é pesado, chegando a até 40 Kg.

Em seguida nós temos um martelete perfurador, o qual é mais parecido com  uma furadeira, com a função de perfurar. A potência deste martelete é maior do que potências que você encontra em furadeiras, e você pode encontrá-lo em potências variadas, dependendo do material que você deseja perfurar. Este modelo costuma variar em seu peso de 4 a 13 Kg.

E claro, você não precisa se atar a um ou outro, pois atualmente há diversos modelos de martelete que possuem ambas as funções, o que acaba sendo muito melhor na hora de escolher o martelete ideal para você.

Martelete elétrico ou pneumático?

Agora que você já entende como funciona, e como usar um martelete, resta apenas definirmos se ele será elétrico ou pneumático.

Começando pelo martelete elétrico, nele a energia elétrica deverá estar presente quando você for o usar, ou seja, para ele funcionar será preciso uma tomada por perto. Este modelo costuma ser mais barato, além de mais comumente utilizado, sendo também mais fácil para encontrar peças de reposição caso necessárias, e uma assistência técnica para lhe atender.

Já o martelete pneumático funciona através de um compressor de ar, não necessitando de energia elétrica para o usar. Ou seja, se você precisar utilizá-los em locais mais afastados, onde não há tomadas por perto, eles acabam sendo a melhor opção, sem falar também que eles são mais leves que os modelos elétricos. Entretanto, os modelos pneumáticos acabam sendo mais caros do que os elétricos.

No final tudo acaba dependendo do tipo de trabalho que você tem pela frente, e de até quanto você está disposto a pagar. Poder se livrar de tomadas elétricas certamente é uma boa coisa, mas vale a diferença que você terá de pagar para isso?

O que é cinzel e quais os seus tipos

Se tratando de um martelete rompedor, você não irá utilizar brocas, mas sim o cinzel.

martelete

Na imagem acima você pode ver o cinzel sendo utilizado em um martelete rompedor, e saiba que este não é o único tipo de cinzel que existe. Na realidade, é necessário saber utilizar o cinzel correto dependendo do uso que você for desempenhar com seu martelete, sendo que dentro os principais tipos nós temos:

  • Ponteiro → Usado para demolir estruturas, seja de alvenaria ou de concreto;
  • Talhadeira → Usado em reformas, como por exemplo para trocar azulejos, pisos, forros e para realizar rasgos em paredes, tal como o da imagem acima;
  • Para asfalto → Usado no rompimento de pavimentos.

É importante já ter em mente o tipo de trabalho que você irá realizar, para então buscar o cinzel ideal para ele!

Martelete Vs Furadeira de impacto

O martelete e a furadeira de impacto podem até parecer a uma primeira vista, mas não se engane, trata-se de duas ferramentas com aplicações diferentes.

Como visto acima, o martelete é categorizado em martelete perfurador e rompedor, sendo que o rompedor se diferencia totalmente de uma furadeira, enquanto o perfurador compartilha algumas semelhanças. E essa semelhança que citamos se estende apenas ao fato de ambos conseguirem perfurarem determinada superfície, sendo o martelete bem mais potente.

Então, para te ajudar a entender melhor a diferença entre ambos, nós podemos falar que:

  • A furadeira de impacto apresente uma força extra para as perfurações, atuando muito bem em paredes de concreto e em alvenaria, podendo até mesmo ser usada para perfurar pedras;
  • Já o martelete se divide em duas categorias, sendo o rompedor usado para romper e demolir estruturas, e o perfurador possuindo a mesma função da furadeira, mas com uma potência muito mais elevada!

Ficou mais claro agora essa diferença entre ambas?

Agora você já sabe como funciona e como usar um martelete!

Acima nós lhe informamos sobre como funciona o martelete e como o usar, além disso também mostramos várias outras informações sobre o martelete. Ou seja, agora que você já sabe para que ele serve, e como utilizá-lo, basta definir se ele é realmente a ferramenta de que você precisa, e caso seja, aí é só ir atrás do melhor modelo para você e pronto!

E claro, caso tenham restado duvidas sobre o funcionamento do martelete, basta nos perguntar nos comentários abaixo, e nós faremos o possível para lhe responder!