Melhor Cinto De Ferramentas

O cinto de ferramentas é aquele acessório que torna todos em super-heróis, quase como um cinto de utilidades do Batman. Feito justamente com o intuito de ajudá-lo, é algo que não pode faltar na hora dos trabalhos.

Pois foi pensando justamente nisso que nós separamos abaixo incríveis modelos de cinto de ferramentas para você escolher o melhor. Além disso, nós também separamos um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu!

Então, se você quer colocar o seu cinto de ferramentas e começar a trabalhar o quanto antes, é só continuar por aqui com a gente!

Qual o melhor cinto de ferramentas?

Para te ajudar a responder essa pergunta nós separamos alguns incríveis modelos abaixo para você escolher, então confere só!

Cinto Carpinteiro Starfer – O Mais Barato!

Pros
  • Modelo mais barato
  • Cinto feito em couro
  • Apresenta um total de 11 bolsos
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Comecemos então nossa lista com o modelo mais barato, mas que ao mesmo tempo cumpre aquilo que promete!

Este cinto é feito em couro, possuindo um total de 11 bolsos para você guardar suas ferramentas, tal como pequenos objetos, de modo a manter suas mãos livres. As dimensões (C x L x A) deste produto são 19 x 15 x 4 cm, e seu peso é de 160 gramas.

Cinto para ferramentas EDA – Bom Custo-Benefício

Pros
  • Bom custo-benefício
  • Cinto em couro legíticmo
  • 11 bolsos
  • Alça ajustável
Contras
  • Encontramos reclamações apenas referentes ao tamanho reduzido do cinto, porém isso não compromete sua funcionalidade

E, se você adora um bom custo-benefício, então confere só este modelo!

Este cinto é feito em couro legítimo, apresentando um total de 11 bolsos para guardar suas ferramentas. Além disso, ele possui porta trena e uma alça ajustável, sendo que seu comprimento máximo de ajuste é de 50 cm + sua parte de engate com 25 cm. As dimensões (C x L x A) deste produto são 25 x 7 x 27 cm, e seu peso é de 295 gramas.

Bolsa Cinto Para Ferramenta Mtx – Ótima Resistência

Pros
  • Modelo com ótima resistência
  • Confeccionado em lona reforçada
  • Tecido grosso e costura reforçada
  • 7 bolsos no total
  • Cinto ajustável
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Já este modelo destaca-se por sua resistência elevada.

Modelo confeccionado em lona reforçada, apresentando um tecido grosso e uma costura reforçada, ideal para aguentar o tranco. Ao total são 7 bolsos para guardar suas ferramentas, sendo que o bolso principal é bem grande, sendo possível guardar várias ferramentas ali e, além disso, o seu cinto é também ajustável. As dimensões (C x L x A) deste modelo são de 28 x 2 x 27 cm, e seu peso é de 270 gramas.

Cinturão para Ferramentas Stanley – Para Uso Profissional!

Mas, se o que você quer é um cinto de ferramentas para uso profissional, então este é o ideal!

Este modelo é feito de tecido denier super resistente, e com um total de 9 bolsos externos, facilitando o seu transporte de ferramentas para quaisquer lugares. As dimensões (C x L x A) deste produto são 60 x 7,5 x 2 cm, e seu peso é de 680 gramas.

Pros
  • Modelo para uso profissional
  • Feito em tecido denier supre resistente
  • Modelo ergonômico e confortável
  • Apresenta um total de 9 bolsos externos
Contras
  • Este é o modelo mais caro de nossa lista

Para que serve um cinto de ferramentas?

Para que serve um cinto de ferramentas?

Acima nós lhe mostramos diversos modelos de cinto de ferramentas, mas você sabe dizer para que eles servem? Não há qualquer tipo de segredo aqui, sendo que seu funcionamento é na realidade bastante simples, o de transportar ferramentas sempre com você!

Dependendo de sua profissão, ou do trabalho que você for desempenhar naquele momento, será necessário ter várias ferramentas sempre a mão, pois é nesse momento que o cinto poderá lhe ajudar. Ele funciona basicamente como ume peça de roupa, circulando sua cintura. A quantidade de bolsos varia dependendo do modelo que você adquirir, sendo que em cada um deles você poderá carregar uma ou mais ferramentas.

Martelos, alicates, chaves de fenda e até mesmo furadeiras, todas as ferramentas que você precisa no seu dia a dia à distância de sua mão. Evite ficar voltando até a caixa de ferramentas e procurando individualmente cada ferramenta que você necessita, economizando tempo e rendendo muito mais!

Ah, se você estiver com o orçamento apertado, saiba que você pode criar o seu próprio cinto de segurança! Confere só o passo a passo de como fazer isso no vídeo abaixo do canal Leandro Fellipe:

Para te ajudar a entender melhor o quão um cinto de segurança pode lhe ajudar, nós separamos abaixo suas vantagens e desvantagens!

Vantagens e desvantagens de se usar um cinto de ferramentas

O cinto de ferramentas é certamente uma boa aquisição para qualquer profissional que trabalhe com ferramentas. Então, para te ajudar a entender melhor sobre ele, nós separamos suas vantagens e desvantagens (sim, mesmo que ele seja ótimo, ainda há desvantagens).

Comecemos pelas vantagens, onde a praticidade que ele oferece é certamente a maior delas! Com ele na cintura, você evita de ficar procurando ferramentas na caixa, ou mesmo de ficar se deslocando a todo instante atrás da ferramenta que está faltando. Além disso, após usar uma ferramenta você pode imediatamente guardá-la no lugar/bolso certo, sem ter de deixá-la de lado podendo atrapalhar seu local de trabalho.

E, dependendo do local onde você estiver trabalhando, pode ter certeza de que ele se torna indispensável. Como por exemplo locais apertados ou então em alturas. Nestes locais você não pode ficar se locomovendo a todo instante em busca de ferramentas, sendo necessário já tê-las com você o tempo todo.

Você não precisa guardar suas ferramentas numa caixa, e sempre que for colocar o cinto colocar todas as ferramentas em seus respectivos bolsos. O cinto também pode ser utilizado como local para guardar as ferramentas, sem necessariamente você vá utilizá-las naquele momento.

Além disso, esta é, com certeza, uma das ferramentas mais fáceis de serem utilizadas. Afinal de contas, basta você prender o cinto em volta de sua cintura e pronto, já o estará utilizando!

Mas claro, nada pode ser composto apenas de vantagens, é necessário que também destaquemos suas desvantagens aqui. Entretanto, suas desvantagens são bastante simples, sendo que a principal delas se dá apenas por determinados modelos que possam vir a ser pesados e desconfortáveis, comprometendo a mobilidade do operador.

As vantagens ainda ganham de lavada essa disputa, fazendo com que o cinto de segurança acabe valendo a pena no final!

No que dá pra usar um cinto de ferramentas?

O cinto de ferramentas é um excelente acessório, e que vale super a pena adquirir, mas será que ele poderá ser útil para você em específico? É necessário ter em mente que talvez você não preciso contar com um, e comprá-lo, nesse caso, seria mais como um luxo próprio!

Pensando nisso, abaixo nós separamos as principais atividades que realmente devem investir em um cinto de ferramentas, então confere só se este é o seu caso:

  • Construção Civil → Se você trabalha na construção civil, diretamente no canteiro de obras, então o cinto de ferramentas poderá lhe ajudar bastante aqui. Principalmente para trabalhos em alturas e andaimes, onde o espaço é reduzido, onde não há espaço para levar uma bolsa de ferramentas, e você não pode se dar ao luxo de ficar se locomovendo sempre que precisar de determinada ferramenta. Nesse caso o cinto de ferramentas surge exatamente para facilitar seu trabalho;
  • Encanadores e eletricistas → Encanadores e eletricistas precisam sempre ter todas as suas ferramentas em mãos, ou melhor no cinto. Dependendo do lugar onde você for realizar tais serviços, como por exemplo em redes de esgoto ou caixas de energia, o cinto lhe ajuda a carregar suas ferramentas e ao mesmo tempo economizar espaço;
  • Reparos no geral → Se você trabalha com reparos no geral, como por exemplo realizando pequenos consertos em residências, é importante ter sempre com você suas ferramentas, pois nunca se sabe quando você precisará justamente daquela ferramenta em específico. O cinto lhe ajuda bastante aqui, pois, dependendo da quantidade de bolsos, você poderá ter todas as ferramentas com você, sem precisar ficar escolhendo qual irá levar e qual não irá.

Mas, se você não se adéqua a nenhum destes setores acima, sem problemas. O cinto de ferramentas ainda assim poderá lhe ser útil para uso residencial, para quando você precisar fazer aquele conserto em casa e ter todas as suas ferramentas sempre a mão, ou melhor, a cintura!

Cinto de Ferramenta Vs Caixa de ferramenta

“Mas eu já tenho uma caixa de ferramentas, pra que eu precisaria de um cinto?”

Pode ser que essa seja justamente a sua dúvida, e é uma dúvida válida. Afinal de contas, se você já tem uma caixa de ferramentas, não precisa de um cinto, não é mesmo? Na verdade isso depende!

Nós falamos que depende pois, antes de mais nada, você deve ter em mente qual tipo de trabalho irá desempenhar. Por exemplo, levar uma caixa de ferramentas para um trabalho em altura é totalmente inviável, correndo o risco de ocorrer acidentes, enquanto o cinto é o mais aconselhável aqui.

Claro, a caixa permite que você armazene uma quantidade maior de ferramentas, porém esta é justamente a ideia, para armazenamento. Mesmo que existam modelos de caixa com rodinhas, ainda assim ela não lhe dá a mesma mobilidade que o cinto lhe dá durante seu trabalho.

Então a nossa dica aqui é simples:

  • Cinto de ferramentas → Para quando você for trabalhar em lugares apertados, de acesso difícil e limitado;
  • Caixa de ferramentas → Lugares mais amplos, de fácil acesso, quando você precise levar com você uma quantidade bem grande de ferramentas, mais do que seria possível com o cinto.

Dicas de como escolher o melhor cinto de ferramentas

Qual o melhor cinto de ferramentas?

Acima nós lhe apresentamos vários modelos de cinto de ferramentas, mas como você pode saber qual deles é o melhor? Pois para te ajudar com isso nós separamos abaixo todos os fatores que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu, confere só!

1 – Quais ferramentas você pretende carregar nele?

Antes de mais nada, é importante que você já tenha em mente ao menos uma noção de quais ferramentas você deseja carregar consigo. Isso é importante pois, assim você já consegue ter uma noção se o cinto de ferramentas lhe permitirá carregar justamente aquela ferramenta de que você mais necessita.

É importante ficar atento tanto para o tamanho dos bolsos, se seles suportam tal ferramenta, quanto para a capacidade de carga do cinto em si. Caso você deseje carregar consigo ferramentas que sejam mais pesadas, é importante saber se seu cinto irá suportá-las. Sempre confira o valor da capacidade de carga do cinto, comparando se será o suficiente para todas as ferramentas que você deseja levar com você.

2 – De que material ele é feito?

O próximo passo é conferir o material de seu cinto, sempre se certificando de que ele seja resistentes e com durabilidade elevada!

Sempre opte por modelos que apresentem tecidos resistentes, de preferência com costura reforçada, assim você evita de ter dores de cabeça com seu cinto simplesmente se rasgando durante um trabalho.

Fuja também de modelos que não especifiquem o material na descrição do produto. Eles podem estar escondendo tal informação intencionalmente, para mascarar um material de baixa qualidade!

3 – Quantos bolsos ele possui?

Toda a ideia por trás de um cinto de ferramentas é justamente poder levar consigo suas ferramentas para todos os lugares. E para isso, é necessário saber quantos bolsos o cinto possui, de modo que você possa ter uma noção de quantas ferramentas poderá carregar.

É sempre bom já ter em mente quantas ferramentas você precisará, para assim já mirar diretamente em quantos bolsos você deseja. Acima há modelos com um máximo de 11 bolsos, o que já é o ideal para a maioria dos trabalhos que você for executar.

Outro fator a se atentar aqui é com relação ao tamanho destes bolsos. Acima há modelos com uma menor quantidade de bolsos, porém com bolsos bem maiores do que seus concorrentes. Bolsos maiores são bons tanto para colocar mais de uma ferramenta, quanto para armazenar uma ferramenta um pouco maior, como por exemplo uma parafusadeira.

4 – Qual o tipo de encaixe? É ajustável?

Quando falamos em encaixe, estamos nos referindo ao cinto propriamente dito. Há modelos com encaixes variados, como por exemplo passadores, plástico, botões e até mesmo de velcro. Opte sempre por aquele que lhe deixa mais confortável durante a utilização.

E, além do encaixe, é importante também que seu modelo seja ajustável. Cintos ajustáveis são bons, pois assim você consegue adaptá-los melhor de acordo com o seu corpo, fazendo com que eles não fiquem nem desconfortáveis e nem muito soltos em você. Então, sempre que possível, opte por modelos que sejam ajustáveis!

5 – Confira também suas dimensões

As dimensões dizem respeito ao tamanho do cinto pois, no segundo modelo de nossa lista, uma das reclamações dos compradores foi justamente quanto ao seu tamanho. O cinto apresenta um tamanho reduzido, fazendo com que muitas pessoas pensassem que se tratasse de um modelo infantil.

Apesar de ainda assim o cinto ser totalmente funcional, conferir o tamanho é importante tanto para ter uma noção se ele poderá ser utilizado por você, quanto para evitar tais confusões.

6 – E claro, o preço deve sempre ser levado em consideração!

E por último, mas não menos importante, o preço é algo que você deve sempre levar em consideração!

Acima nós apresentamos modelos de preços variados, porém, em sua maioria, os preços são baixos e justos, fazendo com que você não tenha dificuldades de encontrar um bom cinto de ferramentas por um bom preço.

Então nossa dica aqui é simples, defina suas necessidades (tal como quantidade de bolsos) e o seu orçamento, e se atenha a eles. Certamente você encontrará o modelo ideal pelo preço que cabe no seu bolso!

Agora você já sabe como escolher o melhor cinto de ferramentas!

Acima nós lhe mostramos vários bons modelos de cinto de ferramentas para você escolher o melhor, bem como um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu. Então agora você já sabe, sempre que quiser dar uma de Batman, é só escolher o melhor cinto de utilidades/ferramentas para lhe ajudar com o seu trabalho e mãos a obra!

Pensando em adquirir algum dos modelos citados acima, ou então até mesmo já possui algum deles em casa? Pois então não deixe de nos contar sua opinião a respeito nos comentários abaixo!