Melhor Gerador Residencial

Em filmes americanos é bastante comum que, quando a luz acaba, a família convenientemente possua um gerador residencial, não é mesmo? Pois saiba que isso não é coisa apenas de filmes americanos, e que você também pode ter um gerador residencial dentro de sua casa!

Pois é justamente o nosso objetivo aqui neste artigo, te ajudar a encontrar o melhor gerador residencial para sua casa. Além disso, nós também separamos um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher melhor gerador para sua casa!

Então, se você quer ter com você o melhor gerador residencial o quanto antes, é só continuar por aqui com a gente!

Qual o melhor gerador residencial?

Para lhe ajudar a responder essa pergunta nós separamos abaixo alguns dos principais modelos, então confere só!

Gerador residencial de Energia à Gasolina Portátil Tekna – O Mais Barato!

Pros
  • Modelo barato
  • Portátil
  • Ideal para pequenas utilizações
Contras
  • Modelo para pequenas utilizações, não sendo aconselhável para trabalhos muito pesados
  • Potência e capacidade do tanque de combustível não são muito boas

Abrimos nossa lista com o modelo mais barato, mas que também não irá lhe deixar na mão!

Este modelo, além de ser portátil, também conta com uma potência de 950 W (2 HP), bem como com um motor monocilíndrico de 2 tempos, com 63 cilindradas e 3.600 RPM. Além disso, ele apresenta um combustível de Gasolina + Óleo 2 Tempos, numa mistura de 40:1 e um tanque com capacidade para até 4,7 litros.

As dimensões (C x L x A) deste produto são de 39 x 33 x 33 cm, com um peso de 18,56 Kg.

Gerador residencial de Energia a Gasolina NG8100E – Ideal Para Um Alto Consumo

Pros
  • Ideal para alto consumo
  • Possibilidade de funcionar por até 10 horas ininterruptas
  • Possui regulagem de voltagem AVR
  • Apresenta um sistema de alerta para um nível baixo de óleo
Contras
  • Encontramos algumas reclamações referentes ao nível elevado de ruídos ocasionados por este modelo

Mas, se você precisa de um modelo que aguente o tranco e suporte um consumo mais elevado, então vale super a pena ficar de olho nesse!

Este modelo conta com uma potência de 15 HP, bem como com um motor de 4 tempos, com 420 cilindradas e 3.600 RPM. Além disso, seu combustível é a gasolina, sendo também um modelo bastante econômico, com um consumo de 2,5 L/h. A capacidade de seu tanque é de 25 litros, ou seja, é possível utilizá-lo por até 10 horas seguidas!

Gerador residencial de Energia a Diesel ND7100E3 Nagano – Eficiência E Desempenho!

Pros
  • Modelo focado na eficiência e no desempenho
  • Motor com capacidade para até 15 litros
  • Autonomia para 4 horas
  • Acompanha uma bateria Nagano
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Se você busca um modelo que tenha como foco a eficiência e o desempenho, então este é o ideal!

Este modelo conta com uma potência de 10 HP, bem como com um motor de 4 Tempos refrigerado a ar, com 418 cilindradas e 3.600 RPM. Além disso, seu combustível é a diesel, com um motor com capacidade para até 15 litros. O motor deste modelo apresenta uma autonomia de, aproximadamente, 4 horas.

Modelo ideal para aplicações emergenciais, seja em residências, comércio e indústrias.

Gerador residencial a Diesel GDV 5500 Vonder – Para Trabalhos Mais Pesados!

Pros & Cons

Pros
  • Ideal para trabalhos mais pesados
  • Funciona a diesel comum
  • Motor de 4 Tempos refrigerado a ar
Cons
  • Modelo mais caro desta nossa lista
  • Não funciona sem bateria

E por último, mas não menos importante, temos um modelo focado em trabalhos mais pesados!

Este modelo conta com uma potência de 10 HP, bem como com um motor de 4 Tempos refrigerado a ar, com 418 cilindradas, 3.600 RPM e um sistema de partida elétrica e manual retrátil. Além disso, seu combustível é a diesel comum, sendo o óleo 15W40 o indicado para este modelo, e uma capacidade no motor para até 11,5 litros. O motor deste modelo apresenta uma autonomia de, aproximadamente, 3,77 horas.

Modelo ideal para fazendas, chácaras, estabelecimentos comerciais, empresas da manutenção e demais similares.

Para que serve um gerador de energia?

Qual o melhor gerador residencial?

Acima nós te mostramos alguns bons modelos de gerador residencial, mas você sabe dizer para que serve um gerador de energia?

De maneira técnica, e simplificada, nós podemos dizer que um gerador de energia capta energia através da ação mecânica. Uma vez que ele capta esta energia, ele então a repassa para a rede elétrica de um determinado ambiente, como por exemplo sua residência.

Aqui nós podemos até mesmo comparar o gerador de energia com uma bomba d’água, ou seja, do mesmo modo que a bomba não “gera” água, o gerador também não “gera” energia. Ele gera o fluxo, mas ele por si só não gera a energia.

Além de te ajudar a ter energia em determinados eletrodomésticos, o gerador também acaba salvando no caso de quedas de blecautes ou demais urgências que surgirem. Ou seja, ele acaba sim valendo a pena!

Porque comprar um gerador residencial é uma boa ideia!

Mas talvez você ainda esteja com dúvidas se o gerador residencial é realmente uma boa ideia, o que é uma dúvida normal e nós te ajudaremos com ela.

É sabido que a energia proveniente de postes e redes elétricas nunca é 100% confiável, você pode sempre contar com falhas, e justamente naquele momento que você mais precisa. Seja ao final de um dia exaustivo de trabalho, onde você não poderá tomar um banho para relaxar, ou justamente quando você estava em reunião, ou preste para entregar um trabalho com prazo apertado. A queda de energia, infelizmente, é comum, mas há como se precaver a ela.

Com um gerador residencial você se resguarda contra a queda de energia, além dele também te ajudar em fatores tais como:

Uma maior segurança

Em um blecaute, a principal preocupação deve ser sempre com relação a segurança de todos os envolvidos. Não adianta nada sua residência possuir câmeras e sistemas de alarme, se durante um blecaute tudo isto fica inoperante.

Com um gerador residencial você conseguirá manter sua segurança, e a de todos os envolvidos, mesmo em casos de blecautes e apagões.

Um fornecimento contínuo de energia

E claro, você terá não apenas sistemas de segurança de volta, mas como os principais eletrodomésticos em que a energia é essencial. Pegue por exemplo sua geladeira, onde todos os seus alimentos estão guardados para não estragarem. Em uma queda de energia prolongada a chance de seus alimentos estragarem aumenta exponencialmente. Um gerador residencial será capaz de manter a geladeira operante, evitando assim a perda de alimentos.

E não apenas a geladeira, como outras aplicações, como por exemplo um chuveiro e até mesmo as lâmpadas da casa. Todos nós sabemos o desconforto gerado por ter de acender diversas velas pela casa sempre que a luz acaba, então se pudesse haver uma maneira de evitar isso, você não a utilizaria?

Gerador a gasolina ou a diesel?

Há dois tipos de gerador residencial que você deverá optar, modelos a diesel e a gasolina. Acima nós lhe apresentamos dois modelos de cada, para lhe dar uma maior variedade na hora de escolher, e abaixo nós iremos descrever as particularidades de ambos, para que você possa conhecê-los melhor.

O gerador a gasolina

Geradores a gasolina são ideias para quem quer algo silencioso, como por exemplo em espaços públicos onde o silencio deve ser preservado. Eles funcionam em motor de 2 e 4 tempos, sendo que o de 4 tempos é mais silencioso do que o de 2 tempos. Ele também é menor do que um gerador a diesel, tornando-o melhor para movimentar de um lugar para o outro. Além disso, é também mais barato, e menos poluente.

Focando agora nos aspectos negativos, um gerador a gasolina apresenta um gasto de combustível bastante elevado. Isso faz com que um gerador residencial a gasolina seja bom para emergências, ou seja, para quando a luz acaba e você precisa do gerador para lhe salvar, mas eles não são bons para uso contínuo. Isso pois o gasto elevado de combustível pode acabar não sendo compensável a longo prazo, sendo o gerador a diesel mais indicado para esta aplicação.

O gerador a diesel

Já o gerador a diesel é o que você deve ir atrás caso seu objetivo seja um uso mais prolongado e constante.

O gerador a diesel é maior e mais pesado do que o a gasolina, mas também apresenta uma maior durabilidade. Eles são, inicialmente, mais caros do que os a gasolina, porém devido ao fato do consumo de combustível ser menor isso faz com que essa diferença de preço acabe compensando com o decorrer do tempo.

Tenha em mente também que a poluição, tanto do ar quanto sonora, é maior neste modelo, o que dependendo do local em que eles serão instalados pode vir a ser um problema. Caso queira contar com um gerador residencial a diesel, a dica é escolher bem o lugar onde irá instalá-lo, de modo que ele não acabe sendo um incômodo para você.

Dicas de como escolher o melhor gerador residencial

Acima nós lhe mostramos várias boas opções de gerador residencial, mas como você pode definir qual deles é o certo para você? Pois abaixo nós separamos todos os fatores que você deve levar em consideração na hora de definir o melhor, confere só!

1 – Comece definindo a potência ideal

A primeira coisa, e também a mais importante, é definir a potência ideal que você precisa de um gerador! Adquirir um modelo abaixo da potência necessária fará com que você tenha problemas, e um modelo com uma potência muito maior do que a necessária apresentará um valor bem maior do que você realmente precisa.

Para tal, a dica é simples, você deve ter claro em mente tudo o que você irá ligar em seu gerador! Ou seja, se você pretende adquirir um gerador somente para alguns eletrodomésticos, você deverá ter isso claro em mente, e pesquisar sobre a potência de cada um destes aparelhos.

Vamos te dar um exemplo para ilustrar melhor o que queremos dizer aqui. Supondo que você deseje ligar seu gerador a seu computador, sua geladeira, sua TV e seu chuveiro. Todos estes são os aparelhos mais utilizados no caso de um gerador residencial, e você deverá separar a potência de todos eles:

  • Computador → 60 W
  • Geladeira → 250 W x 4 = 1.000 W (sempre devemos multiplicar a potência da geladeira por 4, pois seu motor elétrico faz com que seu consumo real seja maior do que o inicial)
  • TV → 160 W
  • Chuveiro → 4.500 W (sim, a potência do chuveiro é sempre a maior de toda a residência)

Uma vez que você tenha suas potências, o próximo passo é somá-las:

60 + (250 x 4) + 160 + 4.500 = 5.720 W

Isso significa que seu gerador deverá ter uma potência de 5.720 W? Ainda não, falta levarmos uma última coisa em consideração. É necessário que consideramos aqui uma “margem de segurança”, e essa margem deverá ser de 20%. Assim sendo, nós temos que:

5.720 W + 20% = 6.864 W

Então, para esta residência em específico, você deverá buscar por um gerador com uma potência de, no mínimo, 6.864 W. Adquirir um modelo com uma potência de 7.000 W já lhe ajudará bastante aqui.

E lembrando sempre que esta potência foi apenas para este nosso exemplo em específico, é necessário que você definir tudo que irá ligar em seu gerador e realize a continha acima. Ou seja, você deve sempre buscar aquele gerador ideal para suas necessidades!

2 – Não se esqueça do AVR

A sigla AVR, do inglês Automatic Voltage Regulator (Regulador Automático de Voltagem), é o que irá garantir que seu gerador residencial possa ser ligado em aparelhos mais sensíveis, e que nada de ruim aconteça disso.

Aparelhos tais como computadores e televisões são considerados sensíveis, e se você quiser ligá-los em seu gerador é essencial que ele possua um sistema AVR. Isso é importante pois, caso o gerador residencial não possua um sistema AVR, a oscilação de energia poderá acabar queimando seus aparelhos, o que é algo que você definitivamente não vai querer.

Basicamente falando, a função do AVR é regular a tenção do seu gerador, fazendo com que ela se assemelhe a da rede elétrica e evitando que ocorram acidentes em seus aparelhos eletrônicos. Então sempre opte por modelos que possuam um sistema AVR!

3 – É sempre importante se lembrar dos ruídos

Acima nós falamos que os modelos a gasolina são mais silenciosos, enquanto os a diesel são mais barulhentos, e isso também é um fator importante que você deve se atentar.

No caso de residências, o normal é preferir por modelos com a menor poluição sonora possível, mas nem sempre isso será possível. Então, caso você opte por modelos que sejam muito barulhentos, a dica é instalá-los em um local adequado, onde você poderá utilizá-los sem que eles se tornem um incômodo.

4 – Não se esqueça do combustível!

Aqui nós estamos falando de dois fatores, o consumo de combustível e a capacidade do tanque.

Sempre opte por geradores que apresentem um bom consumo de energia, ou seja, conseguem funcionar por mais tempo sem que você precise parar para reabastecê-los. Este é um fator importante, pois irá lhe ajudar a economizar bastante. Quanto maior for seu rendimento, menos você irá gastar com combustível, e mais irá economizar. Acima nós já vimos que, no quesito rendimento, o gerador a diesel compensa mais do que o gerador a gasolina.

Em seguida é importante ficar de olho no tamanho do tanque de combustível, para se ter uma melhor noção de quanto você poderá enchê-lo de uma vez só. Optar por modelos com tanques grandes é bom, mas é mais importante ainda ficar de olho em seu rendimento. Um gerador com um tanque muito grande mas com um rendimento ruim não irá lhe ajudar em nada aqui.

5 – E claro, o preço deve sempre ser levado em consideração!

E por último, mas não menos importante, o preço é algo que você deve sempre levar em consideração!

Acima nós lhe mostramos que os modelos a gasolina são, inicialmente, mais baratos, mas que isso depende também de uma serie de fatores. Eles são mais baratos, mas rendem menos, sendo aconselháveis apenas para uso emergencial. Em contrapartida, modelos a diesel são mais caros, mas rendem mais e são ideais para um uso prolongado.

Ou seja, se tratando exclusivamente do preço, a dica aqui é simples. Defina suas necessidades, bem como o seu orçamento, e se atenha a eles. Certamente você será capaz de encontrar um modelo (seja a gasolina ou a diesel) que possa atender as suas necessidades sem com isso estourar o seu orçamento!

Agora você já sabe como adquirir o melhor gerador residencial!

Acima nós lhe mostramos vários bons modelos de gerador residencial, além de um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o melhor modelo para você. Então agora você já sabe o que fazer para não ter problemas em quedas de energia, é só ir atrás do melhor gerador residencial e se precaver quanto a isso. Não espere o pior momento possível para correr atrás de um gerador, faça isso o quanto antes!

Pensando em adquirir algum dos modelos apresentados acima? Ou então até mesmo já possui um deles em casa? Pois então não deixe de nos contar sua opinião a respeito nos comentários abaixo!