Melhor Lixadeira de Cinta

São vários os diferentes tipos de lixadeira que existem no mercado, entretanto neste artigo nós iremos focar na lixadeira de cinta!

A lixadeira de cinta é importante em marcenarias, amantes da bricolagem ou então para profissionais da área. Pois foi pensando exatamente nisso que nós montamos este artigo, onde iremos trazer para você incríveis modelos de lixadeira de cinta. Além disso, nós também separamos um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher a sua.

Então, se você quer ter a melhor lixadeira de cinta em mãos o quanto antes, é só continuar aqui com a gente!

Qual a melhor lixadeira de cinta?

Para te ajudar a responder essa pergunta nós separamos abaixo incríveis modelos de lixadeira de cinta para você escolher a melhor, então confere só!

Lixadeira de Cinta Stanley – A Mais Barata!

Pros
  • Modelo mais barato
  • Velocidade variável
  • Empunhadura emborrachada
  • Alça auxiliar
  • Interruptor com bloquei para funcionamento contínuo
  • Ajuste da lixa por meio do seletor
  • Botão de ajuste rápido para a troca da lixa
  • Conta ainda com um saco coletor de pó
Contras
  • A potência deste modelo não é das melhores

Comecemos então nossa lista com o modelo mais barato do mercado, mas que ao mesmo tempo não te deixa na mão!

Esta lixadeira conta com uma potência de 900 W, bem como uma velocidade variável de 210 – 380 RPM. Este modelo conta ainda com uma empunhadura emborrachada, um interruptor com bloqueio para o funcionamento contínuo, um botão de ajuste rápido para a troca da lixa e um desenho de perfil “l” baixo nas roldanas dianteiras.

Lixadeira Cinta Liv1200 Vonder – Para Uso Profissional!

Pros
  • Bom modelo para uso profissional
  • Velocidade variável
  • Cabo emborrachado
  • Motor com dupla isolação
  • Acompanha um saco coletor de pó
  • Capaz de atuar nas mais diferentes intensidades
Contras
  • Não encontramos reclamações referente a este modelo em específico

Já este modelo da Vonder é boa para você que deseja utilizar a lixadeira de cinta para uso profissional!

Este modelo conta com uma potência de 1.200 W, bem como com uma velocidade variável máxima de 450 m/min. Este modelo conta ainda com um cabo emborrachado, um motor com dupla isolação, um saco coletor de pó e é capaz de atuar nas mais diferentes intensidades.

Lixadeira De Cinta com Velocidade Váriavel DeWalt – Melhor Custo-Benefício!

Pros
  • Excelente custo-benefício
  • Permite até 6 diferentes tipos de velocidade: 870 – 1.370 m/min
  • Base de alumínio
  • Empunhadura frontal
  • Novo sistema de coletor de pó
  • Válvula de fechamento de passagem de pó
  • Apresenta um lixamento agressivo para o alisamento de superfícies
  • Acompanha um saco coletor de pó e uma folha de lixa
Contras
  • Aqui o preço começa a destoar bastante dos demais modelos

Mas, se você é do time custo-benefício, então confere só este modelo da DeWalt!

Este modelo apresenta uma potência de 1.010 W, bem como 6 diferentes tipos de velocidade que podem ir de 870 – 1.370 m/min, o que lhe dá uma vantagem acima da maioria dos modelos do mercado. Este modelo conta ainda com uma base de alumínio, uma empunhadura frontal, novo sistema de coletor de pó, válvula de fechamento de passagem de pó e o seu lixamento é agressivo para o alisamento de superfícies.

Acompanham este modelo um saco coletor de pó e uma folha de lixa.

Lixadeira de Cinta Makita – Super Potente Para Seus Trabalhos!

Pros
  • Modelo ideal para uso frequente e intenso
  • Controle eletrônico de velocidade: 210 – 440 m/min
  • Motor com isolamento duplo
  • Auto trajeto da cilta
  • Alta capacidade de coleta
  • Baixa emissão de ruídos
  • Design único para lixamento de paredes com aspecto áspero
  • Acompanha um saco coletor de pó
Contras
  • Modelo mais caro da categoria

E por último, nós temos aqui um modelo super potente para todos os seus trabalhos!

Este modelo apresenta uma potência de 1.010 W, bem como uma velocidade variável de 210 – 440 m/min. Este modelo conta ainda com um motor com isolamento duplo, design ideal para o lixamento de paredes ásperas, alta capacidade de coleta, baixa emissão de ruídos, modelo ideal para o uso frequente e intenso.

Acompanha este modelo um saco coletor de pó.

O que é uma lixadeira de cinta?

Para que serve uma lixadeira de cinta?

Acima nós te mostramos vários modelos de lixadeira de cinta, mas você sabe dizer para que ela serve?

A principal função de uma lixadeira de cinta é polir diferentes tipos de materiais, mais normalmente utilizada na madeira. Com essa lixadeira você consegue ter um acabamento de qualidade, além disso também consegue obter aquelas superfícies mais lisas e suaves, sendo que sua grande potência é um de seus diferenciais em relação a demais lixadeiras.

Ela possui um motor que transmite aos roletes toda a energia de que eles precisam para girar, sendo que o seu giro é o que provoca aquele movimento contínuo das lixas. Este movimento é capaz de desgastar o material sem que você realize pressão sobre ele. Quanto maior for sua velocidade, será possível que você atinja um acabamento melhor em menos tempo.

Este produto é indispensável para marceneiros profissionais, devido ao seu funcionamento, mas também pode ser utilizado residencialmente para hobby, em seus modelos mais compactos e simples de se utilizar.

Vantagens e desvantagens de uma lixadeira de cinta

Agora que você já tem uma certa ideia de para que serve a lixadeira de cinta, vamos então analisar suas vantagens e desvantagens, de modo que você possa decidir se ela é a ideal para você.

Se você tem pela frente uma superfície muito desnivelada, então é essa lixadeira que irá lhe garantir os melhores resultados. Entretanto, é importante ter em mente que ela serve apenas para lixar e realizar acabamentos.

Esta é a lixadeira ideal para serviços profissionais e mais pesados, mas ao mesmo tempo também é importante ter em mente que ela costuma ser mais cara.

Ela trabalha muito bem nas superfícies robustas e duras, isso é, desde que você tenha acesso a energia elétrica por perto.

O coletor de pó acoplado nos modelos é útil para te ajudar a deixar o ambiente de trabalho sempre bem limpo após um serviço. Porém, para utilizar a lixadeira você deve possuir um certo nível de conhecimento técnico, e se você não utilizar os equipamentos de proteção necessários poderá sofrer lesões sérias.

Como você pode bem ver, mesmo que coloquemos as vantagens e desvantagens lado a lado (o que nós fizemos acima), ainda assim esta balança irá pender mais para o lado das vantagens. Ou seja, vale a pena adquirir uma lixadeira de cinta caso você necessite de uma!

O que dá pra fazer com uma lixadeira de cinta?

Mas, se você ainda está com dúvidas sobre o que dá ou não para fazer com uma lixadeira de cinta, então nós iremos te ajudar a entender melhor. Com uma lixadeira de cinta em mãos você poderá:

  • Remover rebarbas de materiais;
  • Lixar;
  • Arredondar as bordas de materiais, bem como arestas que estejam muito afiadas em suas superfícies;
  • Poderá realizar acabamento nas superfícies planas, grandes, grossas e robustas;
  • Lixar tampos de painéis, madeira e demais superfícies maiores.
  • Remoção de vernizes e tintas de maneira rápida e fácil;
  • Dentre diversas outras aplicações.

Estas são apenas algumas das aplicações que você poderá desempenhar com sua lixadeira de cinta em mãos, sendo que tudo depende do tipo de serviço que aparecer para você em sua oficina mecânica no momento. Ou seja, pode ser que surja um determinado serviço e você julgue que o melhor será utilizar a lixadeira para ele. De qualquer maneira ela é uma ferramenta que não deve faltar para você!

Lixadeira de cinta Vs Lixadeira de disco

Não, lixadeira não é tudo igual, e há diversos tipos diferentes que você deve conhecer. Pegando como comparativo a lixadeira de cinta e a de disco, dois dos principais modelos elétricos, vamos discorrer abaixo sobre elas, de modo que você entenda melhor suas diferenças.

Começando pela lixadeira de cinta, ela é a mais indicada quando você necessita de uma lixadeira pra uso profissional, devido a sua alta potência e ao seu alto volume de material retirado. Além disso, ela apresenta um acabamento médio, bastante usada para desbaste, seu preço é de médio a alto, e sua lixa ao ser adquirida separadamente apresenta um valor médio.

Passando agora para a lixadeira de disco, ela é mais indicada para uso amador, mas também pode ser usada para uso profissional. Além disso, ela apresenta uma potência média, um acabamento médio, volume pequeno de material retirado, e o seu preço é variável, sendo que, caso decida adquirir a lixa separadamente, ela por si só apresenta um valor baixo.

O fluído na lixadeira de cinta

Lixadeira úmida ou seca, qual é a mais aconselhável para você? Vamos te ajudar a entender melhor o que cada uma delas significa, bem como qual é a melhor para você!

A lixadeira seca é mais prática, pois você não precisará do fluído para fazê-la funcionar. Entretanto, dependendo da frequência em que você utilizá-la, ou seja, se você a utilizar muito, será necessário realizar a troca da cinta muitas vezes.

Já o modelo úmido irá necessitar do fluído para seu melhor desempenho. Aqui o único inconveniente é que você precisará colocar o fluído na lixadeira com frequência, de acordo com o total de horas trabalhadas. O fluído também irá lhe ajudar a conservar mais as cintas de sua lixadeira.

Ou seja, para definir qual é a melhor depende primeiramente da frequência de uso. Entretanto, a dica aqui é que você opte por um modelo úmido, já considerando um uso frequente da lixadeira, pois mesmo que você tenha de colocar o líquido, será bem mais fácil do que realizar a troca das cintas.

Dicas na hora de usar a sua lixadeira de cinta

A lixadeira de cinta não é nenhum bicho de sete cabeças, sendo que seu uso não apresenta tantas dificuldades assim. Porém, para te ajudar a utilizá-la da maneira correta, e acima de tudo a evitar acidentes, nós separamos algumas dicas abaixo que vale a pena ficar de olho!

  • Os equipamentos de proteção são indispensáveis! Luvas, óculos de proteção e protetor auricular são alguns dos itens indispensáveis para sua segurança sempre que você for manusear a lixadeira;
  • Nunca, mas nunca, encoste na lixa! Mesmo que você tenha terminado o trabalho e desligado a lixadeira, o aconselhável é sempre esperar até que ela para de se mover totalmente para que você a guarde ou a transporte;
  • Quando estiver lixando, não há necessidade de imprimir muita força sobre o material, sempre comece com suavidade;
  • Sempre após utilizar a lixa limpe-a antes de guardá-la, do contrário ela poderá acumular poeira, o que irá acabar danificando e diminuindo a vida útil de seu equipamento;
  • E na hora de guardá-la, sempre confira de que o local esteja bem seco e protegido, longe do alcance de crianças e em um local que não esteja exposto à umidade.

Estas são apenas algumas dicas simples, dicas estas que poderão assegurar o correto funcionamento de sua lixadeira, e sem ocasionar em acidentes no percurso!

Dicas de como escolher a melhor lixadeira de cinta

Qual a melhor lixadeira de cinta?

Acima nós lhe apresentamos vários modelos de lixadeira de cinta, mas como você pode definir qual delas é a melhor para você? Pois para te ajudar com isso nós separamos abaixo tudo o que você deve levar em consideração na hora de fazer sua escolha!

1 – No que você irá utilizá-la?

Antes de mais nada, a primeira coisa que você deve sempre ter em mente é quanto ao uso que você irá empregar em sua lixadeira!

Se você irá utilizá-la profissionalmente, então deverá sempre optar por um modelo de alto padrão, um modelo “mais robusto”. Mas, se seu objetivo aqui é para usos menores, como por exemplo para bricolagem, então um modelo de baixo custo já será o suficiente para você. Uma vez que você tenha claro em mente o seu uso, então nós podemos passar para o primeiro fator a ser levado em consideração!

2 – Qual sua potência?

A potência é o primeiro fator que você deve considerar na hora de escolher o seu modelo, e ela deve estar sempre de acordo com o uso que você irá empregar a sua lixadeira.

O normal é que a lixadeira de cinta apresente uma potência entre 700 a 1.010 W. Caso você vá utilizá-la apenas esporadicamente, para serviços mais leves como por exemplo em madeira compensada ou placas de MDF, então uma potência de 700 W já lhe servirá bem. Mas, no caso de trabalhos pesados e frequentes, você deve sempre optar por modelos que apresentem uma potência de, no mínimo, 900 W.

3 – E sua velocidade?

Após a potência, o próximo fator a ser analisado é sua velocidade, velocidade essa que é medida em Metros Por Minuto – m/min. A velocidade está relacionada a potência, ou seja, quanto maior a potência a tendência é que maior também será a velocidade.

Aqui o normal é que a velocidade varie de 330 a 1.370 m/min, mas uma velocidade de 330 m/min é considerada básica demais para ser utilizada. Então a dica aqui é simples, prefira sempre por modelos com, pelo menos, uma velocidade de 400 m/min, e isso independente do uso que você for empregar à sua lixadeira de cinta!

E claro, fique também de olho para modelos que apresentem recursos de variação de velocidade, pois isso lhe permite uma maior gama de possibilidades. Assim você consegue ter um maior controle e utilizar uma velocidade baixa quando necessária, e ir a aumentando gradativamente conforme sua necessidade.

4 – Dimensões e peso

A lixadeira de cinta é uma ferramenta manual, ou seja, conferir fatores como dimensão e peso podem ajudar bastante a facilitar seu trabalho. Tudo também depende do serviço que você for executar, sendo que para serviços em materiais grandes as lixas maiores são mais aconselháveis, enquanto para materiais pequenos você já deve optar pelas lixas menorzinhas.

Fique atento também ao peso, pois uma lixa muito pesada será bem mais difícil de operar, enquanto uma muito leve pode não ser capaz de aguentar um serviço mais intenso que você queira realizar. O normal é que o peso varia de 3 a 6,2 Kg, e você deve levar ambos em consideração na hora de escolher o seu.

5 – Sempre prefira modelos com o coletor de pó

Todos os modelos que nós trouxemos acima possuem coletor de pó acoplado, mas ainda assim é importante que você sempre confira isso antes de fechar negócio. A lixadeira de cinta é uma ferramenta que faz bastante sujeira quando utilizada, sendo que modelos sem o coletor de pó irão fazer uma bagunça em seu local de trabalho, sobrando para você limpar tudo depois.

Um modelo com coletor de pó permite que o pó seja aspirado conforme você executar o serviço com a lixadeira, economizando bastante tempo de limpeza, muito mais prático,

6 – A bateria ou elétrico?

Em uma lixadeira de cinta você tem a opção de adquirir um modelo elétrico ou a bateria, mas os elétricos são os mais aconselháveis aqui.

Claro, os modelos a bateria são sempre muito práticos, permitindo que você os utilize sem a necessidade de uma tomada por perto, entretanto eles também são mais frágeis e menos potentes. O ideal é que você opte por eles apenas para serviços mais leves.

Já os modelos elétricos, ainda que necessitem de uma tomada por perto, ainda assim são mais resistentes e potentes, e o que você mais quer aqui é potência. Outra coisa a se ficar atento, principalmente nos modelos elétricos, é com relação a voltagem. Comprar um modelo de voltagem diferente a disponível pode acabar até mesmo a danificando, é importante ficar atento pois não existem lixadeiras de cinta bivolts, então é bom você acertar a voltagem correta!

7 – Modelos com iluminação são uma boa pedida

Não é algo muito comum, mas ainda assim é possível encontrar determinados modelos com uma iluminação artificial, úteis para períodos noturnos. Então, se você sabe que irá utilizar bastante sua lixadeira em períodos noturnos, o melhor é ir atrás de modelos que possuam botões especiais para a iluminação.

Mas, caso você opte por modelos sem qualquer tipo de iluminação, a dica é sempre ir pelas cores mais vivas, assim você consegue enxergar melhor sua lixadeira em locais escuros.

8 – E claro, o preço deve sempre ser levado em consideração!

E por último, mas não menos importante, o preço é algo que deve sempre ser levado em consideração.

A essa altura você já deve estar ciente do valor médio de uma lixadeira de cinta, e que não se trata de uma ferramenta barata, entretanto, mesmo assim ainda é possível encontrar modelos que se encaixem em seu orçamento. Então a dica aqui é simples, defina suas necessidades, bem como o seu orçamento, e se atenha a eles.

Certamente você será capaz de encontrar um modelo que atenda as suas necessidades sem com isso estourar o seu orçamento!

Agora você já sabe como escolher a melhor lixadeira de cinta!

Acima nós lhe mostramos incríveis modelos de lixadeira de cinta para você escolher a melhor, bem como um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher a sua! Ou seja, agora você já sabe que para sua oficina ficar completa, é só ir atrás da ferramenta que estava faltando, a lixadeira de cinta!

Pensando em adquirir algum dos modelos acima, ou então até mesmo já possua algum deles? Pois então não deixe de nos contar sua opinião a respeito dele nos comentários abaixo!