Melhor Paquímetro Principais Modelos

Dependendo do trabalho que você vá desempenhar, torna-se necessário realizar medições precisas, e é nesse momento que você precisar ter um paquímetro em mãos!

O paquímetro é justamente a ferramenta ideal para medições milimétricas, ou então ainda mais precisas do que isso. Pois é exatamente por isso que nós separamos neste artigo os melhores modelos de paquímetro para você. Além disso, nós também separamos um pequeno guia destacando tudo o que você precisa levar em consideração na hora de escolher o seu!

Então, se você quer começar a fazer suas medições com precisão, basta continuar aqui com a gente!

Qual o melhor paquímetro?

Para te ajudar a responder essa pergunta nós separamos incríveis modelos abaixo para você escolher o melhor, então confere só!

Paquímetro Plástico Nove 54 – O Mais Barato!

Pros
  • Modelo barato
  • Realiza medições internas, externas, de ressalto e de profundidade
  • Graduação de 0,05 mm – 1/128″
  • Capacidade do paquímetro de 0 – 150 mm
  • Ideal para hobby e uso residencial
Contras
  • Não é um modelo muito resistente
  • Não aconselhável para uso profissional

Comecemos então pelo modelo mais barato de nossa lista, mas que ao mesmo tempo não irá lhe deixar na mão!

Este modelo é construído em plástico, permitindo a realização de medidas internas, externas, de ressalto e também de profundidade. Além disso, ele apresenta uma graduação de 0,05 mm – 1/128″, e sua capacidade do paquímetro é de 0 – 150 mm. Modelo ideal para hobby e uso residencial!

Paquímetro Digital Lotus – O Mais Vendido!

Pros
  • Modelo mais vendido
  • Modelo digital, com visor para até 4 dígitos
  • Resistente a corrosão
  • Realiza medições internas, externas, de ressalto e de profundidade
  • Acompanha um estojo individual
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Em seguida nós temos o nosso modelo mais vendido, ou seja, a qualidade aqui é alta!

Modelo construído em aço inoxidável, e sua régua é de aço temperado inoxidável. Trata-se de um modelo digital, contando com um visor para até 4 dígitos, atuando numa faixa de medição de 0 – 150 mm / 0 – 6 polegadas. Além disso, é também resistente a corrosão, realiza medições internas, externas, de ressalto e de profundidade.

Dentre suas especificações têm-se:

  • Faixa de medição → 0 – 150 mm / 0 – 6 pol
  • Resolução → 0,01 mm / 0,0005 pol
  • Precisão → ± 0,03 mm / 0,001 pol

Este modelo ainda acompanha um estojo individual.

Paquímetro de Profundidade ZAAS – O Melhor Paquímetro De Profundidade!

Pros
  • Melhor paquímetro de profundidade
  • Construído em aço inoxidável
  • Faces de medição temperadas e micro lapidadas
  • Ideal para medições de profundidade com precisão
  • Acompanha um estojo individual
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Este é o único modelo de paquímetro de profundidade de nossa lista, porém é também o melhor no mercado. Mais abaixo nós iremos focar nos diferentes modelos de paquímetros e você entenderá melhor o que o diferencia dos demais modelos padrões.

Modelo construído em aço inoxidável, sus faces de medição são temperadas e micro lapidadas, sendo capaz de realizar medições de profundidade com uma maior precisão do que o paquímetro convencional lhe proporcionaria.

Dentre suas especificações têm-se:

  • Faixa de medição → 0 – 150 mm / 0 – 6 pol
  • Resolução → 0,02 mm / 0,001 pol

Este modelo acompanha um estojo individual.

Paquímetro com relógio EDA – Modelo Analógico Com Relógio

Pros
  • Modelo analógico com relógio
  • Construído em aço
  • Ideal para medições externas e internas
  • Possível adquiri-lo nos tamanhos de 6 e 8 polegadas
  • Acompanha um estojo individual
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Em seguida nós temos o único modelo analógico com relógio de nossa lista, o qual também trata-se de um tipo específico de parquímetro que abordaremos mais abaixo.

Modelo construído em aço, ideal para medições externas e internas. Aqui é possível adquirir este modelo nos tamanhos de 6 e 8 polegadas, sendo que dentre suas especificações têm-se:

  • Faixa de medição → 0 – 150 mm / 0 – 6 pol
    ou
  • Faixa de medição → 0 – 200 mm / 0 – 8 pol

Este modelo acompanha um estojo individual.

Paquímetro Universal Digital IP54 ZAAS – Bom Custo-Benefício!

Pros
  • Bom custo-benefício
  • Modelo a prova d’água
  • Possui proteção contra partículas de sujeira
  • Modelo digital, com dígitos grandes
  • Possui teclas de conversão de unidade e de zeramento
  • Acompanha um estojo individual
Contras
  • Encontramos apenas uma única reclamação, relativa a falta de um manual de instruções para o modelo

Mas, se você faz parte do time que adora um bom custo-benefício, então confere só este modelo!

Modelo fabricado em aço inox, apresentando proteção contra partículas de sujeira e à prova d’água. Além disso, trata-se de um modelo digital, com dígitos grandes, apresentando teclas de conversão de unidade e de zeramento.

Dentre suas especificações têm-se:

  • Faixa de medição → 0 – 150 mm / 0 – 6 pol
  • Resolução → 0,01 mm / 0,0005 pol
  • Precisão → ± 0,02 mm

Este modelo acompanha um estojo individual.

Paquímetro Mitutoyo – Foco Na Precisão!

Pros
  • Modelo mais preciso da lista
  • Sistema ABSOLUTE
  • Sistema de indução eletromagnética
  • Limpador de poeira na guia
  • Possível realizar seu zeramento em qualquer posição
  • Sinal sonoro para alerta de bateria fraca
  • Bateria com duração estimada para 18.000 horas
Contras
  • Este é o modelo mais caro de nossa lista

E por último, mas não menos importante, temos aqui um modelo cujo foco é total na precisão de suas medições!

O grande destaque deste paquímetro se dá por sua precisão, isso pois, suas guias com acabamento finíssimo de rugosidade o garantem uma movimentação mais suave, em consequência imprimindo uma maior precisão. O sistema ABSOLUTE (patenteado) permite que você o utilize imediatamente após ligá-lo, sem precisar zerá-lo antes, seu sistema de indução eletromagnética faz com que ele possa ser utilizado em condições de chão de fábrica.

Além disso, conta ainda com um sistema de medição incremental, para que você consiga zerar suas medições independente da posição em que se encontre. E também há um sinal sonoro que irá alertá-lo no caso de bateria fraca, mas não precisa se preocupar com relação a isso, pois a bateria dura, aproximadamente, 18.000 horas.

Dentre suas especificações têm-se:

  • Faixa de medição → 0 – 200 mm / 0 – 8 pol
  • Resolução → 0,01 mm / 0,0005 pol
  • Precisão → ±0,02mm, ±0,03mm (excluindo erro de dígito)

Para que serve um paquímetro?

Acima nós lhe apresentamos vários modelos de paquímetro, mas você sabe dizer para que eles servem? Paquímetros são ferramentas de medição, tal como trenas, porém seu destaque aqui fica por conta de seu alto nível de precisão.

Seu uso é indicado para quando se trabalha com peças pequenas, tais como porcas, parafusos, barras, tubulações, etc, e necessita-se realizar suas medições. Neste cenário, muito melhor do que uma trena é contar com um paquímetro para fazer essa medição. Pois além de ser próprio para isso, ele ainda lhe proporciona uma medição mais rápida e eficiente.

Na imagem abaixo você consegue entender melhor todas as partes que o compõem:

Características de um paquímetro

E, apesar de parecerem todos iguais, na realidade há modelos com distinções importantes que é necessário citarmos aqui.

Os tipos de paquímetro que existem

Você já deve ter notado acima que nós apresentamos alguns modelos diferentes, e inclusive nós falamos que os explicaríamos abaixo, pois é exatamente o que faremos aqui.

A seguir nós separamos os principais tipos de paquímetro que você deve conhecer na hora de escolher aquele que melhor atende as suas necessidades, então confere só!

Universal

O modelo universal é um dos mais comuns e fáceis de se encontrar no mercado. Seu manuseio é bastante simples, sendo que com ele você pode realizar medições internas, externas, de ressalto e também de profundidade.

Sua capacidade de medição costuma variar de 0 até 600 mm.

Universal com relógio

Já este modelo é bastante similar ao anterior, sendo que o relógio embutido é o diferencial aqui, e ele também realiza todas as medições citadas no modelo anterior.

O relógio, seu diferencial, é responsável por deixar suas leituras mais fáceis e velozes, além disso, ele também permite uma medição mais precisa. Isso pois, ele apresenta uma maior escala de visualização.

De profundidade

Acima nós lhe apresentamos um paquímetro de profundidade, e falamos que iriamos lhe explicar ele abaixo, pois vamos a isso.

Como você já deve ter suposto apenas pelo sue nome, a função primordial desse paquímetro aqui é realizar medições de profundidade. Medições estas tal como rasgos, furos não vazados, rebaixos, dentre diversas outras possibilidades. Sua precisão é maior do que a de um modelo convencional, e é por isso que ele é o mais indicado para quando se deseja realizar medições de profundidade.

Digital

Já os modelos digitais são os melhores do mercado, e também o que nós lhe indicamos aqui à ir atrás!

A principal vantagem deste modelo se dá pelo fato dele permitir que você realize medições muito mais precisas e rápidas, devido a um fator que nós chamamos de “erros de paralaxe”.

Sabe quando há uma certa divergência na medição dependendo da posição e do ângulo em que você observar a escala? Pois é exatamente isso que nós chamamos de erros de paralaxe. Ou seja, o erro de paralaxe se dá quando há uma pequena divergência no ângulo de visão do observador, o que pode comprometer a precisão da análise. O bom de um modelo digital é que esse tipo de erro é extinguido, pois a medição é mostrada com precisão na tela LCD.

Basculante

O paquímetro basculante, e que também pode ser chamado de “bico móvel”, possui um uso mais restrito. Ou seja, sempre que for necessário realizar medições em peças cônicas, ou então em peças com rebaixos de diâmetros que sejam diferentes, este é o paquímetro mais aconselhado!

Como usar um paquímetro?

Usar um paquímetro não é uma tarefa difícil e que requer um profissional capacitado, na verdade trata-se de uma atividade fácil, que com um pouco de treino e prática qualquer um pode realizar. Abaixo nós separamos algumas dicas que poderão lhe ajudar com isso, então confere só!

  1. Antes de mais nada, a primeira coisa que você deve ter em mente aqui é qual medida você irá tirar, pois isso influencia em qual parte do parquímetro você irá utilizar, qualquer dúvidas é só voltar na imagem acima e conferir suas partes. Este é o esquema:
    1. Medidas internas → Utilizar as orelhas do paquímetro;
    2. Medidas externas → Utilizar os bicos;
    3. Profundidade → Utilizar a haste;
    4. Ressalto → Parte superior do seu paquímetro.
  2. O próximo passo é ficar de olho no 0 (zero) do cursor móvel (o qual nós chamamos de nônio), fique atento para qual valor do cursor fixo (o superior) ele coincide. Isso pois, este será o primeiro valor de sua análise;
  3. O 0 (zero) está alinhado com algum número superior? Pois então está é a exata medida de sua peça! Mas, se ele ficar dentre dois números, tal como 4 e 5, então o primeiro número dessa medição será o 6;
  4. Fique atento para qual marcação está coincidindo com as duas escalas, tanto a móvel quanto a fixa. Isso pois, este será o segundo valor de sua medição, o qual irá representar décimos de milímetros;
  5. Há modelos que são ainda mais precisos, medindo centésimos de milímetros, se for o caso do seu modelo, sem problemas. Basta que você confira no cantinho direito do cursor móvel de seu paquímetro o qual é o valor da precisão de centésimos.

Viu só como não há nenhum segredo aqui?

Cuidados a se ter na hora de utilizar seu paquímetro

Na hora que estiver utilizando seu paquímetro há alguns cuidados que você deve sempre ter para seu correto funcionamento, afinal de contas, o objetivo principal aqui é a precisão! Então confere abaixo as dicas que separamos para te ajudar com isso:

  • Seu paquímetro é para realizar medições, e apenas para isso, nunca o utilize para outras funções;
  • Não o deixe exposto ao sol e a intempéries;
  • Não coloque objetos sobre ele;
  • Quando não o estiver utilizando, mantenha-o sempre guardado, de preferência em seu estojo específico;
  • Mantenha seu cursor sempre limpo, nada de sujeiras, poeiras e nem líquidos nocivos;
  • Caso não for utilizá-lo por um período longo de tempo, lembre-se de retirar a bateria, pois ela pode acabar vazando;
  • Na hora de realizar suas medições, lembre-se de que não é preciso colocar força sobre o paquímetro. Use apenas a pressão necessária, realizando a leitura sem retirar o paquímetro da peça que você está medindo.

Estas são apenas algumas dicas para assegurar a vida útil de seu paquímetro, e que você não enfrente problemas futuros com ele.

Dicas de como escolher o melhor paquímetro

Qual o melhor paquímetro?

Acima nós lhe mostramos incríveis modelos de paquímetro, mas como você pode decidir qual deles é o melhor? Pois para lhe ajudar com isso nós separamos abaixo todos os fatores que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu!

1 – Comece definindo suas necessidades

Antes de mais nada, a primeira coisa que você deve ter em mente aqui é para que você deseja adquirir um paquímetro, que tipo de medições você planeja fazer? É um modelo apenas para hobby e trabalhos residenciais, ou um modelo para uso profissional?

Estas são perguntas que você deve saber responder logo de imediato, pois só então nós poderemos começar a definir qual é o melhor modelo para você. Após ter a respostas para tais perguntas acima, nós podemos começar a focar nos demais fatores dessa lista.

2 – De qual material ele é feito?

É sempre importante ficar atento para o tipo de material que constitui seu paquímetro, de modo que você não acabe adquirindo um modelo inferior. Modelos de aço inoxidável são os mais resistentes, além de serem também resistentes a óleo e a água, ou seja, essa é a nossa dica aqui para você.

Fique também atento a modelos que não apresentem sua composição logo na descrição do produto, pois tais informações podem estar sendo escondidas pelo fato do produto ser de material inferior.

3 – Qual a duração da bateria?

Caso você opte por modelos digitais, então é necessário que fique sempre atento a vida útil da bateria. Acredite, a bateria acabar justamente quando você está utilizando seu paquímetro lhe dará uma dor de cabeça enorme!

Opte por modelos que possuam sistema de desligamento automático, assim você consegue economizar bateria. Fique atento também a dica que lhe demos acima de, caso vá manter seu paquímetro parado por um período longo de tempo, sempre lembre-se de retirar sua bateria.

O normal é que a bateria dure por cerca de um a dois anos de uso, o que é um período bom para uso. Prefira também modelos que acompanhem baterias adicionais, assim quando a principal acabar, basta trocá-las. Sinal sonoro para aviso de bateria baixa também é uma excelente função que poderá ajudar bastante.

4 – Opte sempre por modelos de fácil utilização

Acima nós lhe apresentamos um passo a passo de como utilizar o seu paquímetro, e apesar de simples ainda dá para simplificar mais ainda com um modelo digital.

De nada adianta você ter o melhor paquímetro de todos em mãos se você simplesmente não entende como ele funciona. E é exatamente por isso que a nossa dica aqui é para que você foque no simples, ou seja, opte sempre por modelos de fácil manuseio. Uma operação muito difícil vai acabar apenas complicando, e atrasando, o seu trabalho.

Caso ache necessário, comece pelos modelos simples, os quais costumam ser bem baratinhos, para depois então migrar para os modelos mais sofisticados.

5 – Qual seu comprimento?

Outro dado a se ficar atento é com relação ao comprimento de seu paquímetro, ou seja, qual o comprimento dos materiais que você pode realizar medições. É exatamente por isso que é tão importante você já ter em mente no que você deseja utilizar seu paquímetro, para que então compre-o nos moldes adequados para tal trabalho.

Caso você vá utilizá-lo profissionalmente, como por exemplo para projetos de marcenaria e construção civil, então o ideal é optar por modelos grandes. Mas ao mesmo tempo tenha em mente se tal modelo grande é viável para ser transportado, do contrário você será obrigado a deixá-lo sempre físico em um só lugar.

6 – E claro, o preço deve sempre ser levado em consideração!

E por último, mas não menos importante, o preço deve sempre ser levado em consideração aqui!

Como você pode notar pelos modelos acima, há paquímetros muito baratos, e paquímetros muito caros, sendo que essa variação de preço depende apenas das funções extras que você deseje que seu modelo tenha. Então nossa dica aqui é simples, basta definir suas necessidades, bem como o seu orçamento, e se ater a isso. Certamente você será capaz de encontrar um bom paquímetro que lhe atenda, e não estoure seu orçamento!

Agora você já sabe como escolher o melhor paquímetro!

Acima nós lhe mostramos diversos modelos de paquímetro para você escolher o melhor, bem como um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu. Então agora você já sabe que, sempre que precisar realizar medições com extrema precisão, é só adquirir um bom paquímetro (preferencialmente um digital) para lhe ajudar com isso!

Pensando em adquirir algum dos modelos que citamos acima, ou então até mesmo já possui algum deles com você? Pois então não deixe de nos contar sua opinião a respeito nos comentários abaixo!