Melhor porta eletrodo

Se você é soldador, ou então trabalha na área, sabe da importância de contar sempre com o melhor porta eletrodo, não é mesmo? Pois esta é justamente a ideia aqui deste artigo!

Abaixo nós trazemos incríveis modelos de porta eletrodo, de modo que você possa escolher o melhor. Além disso, nós também separamos um guia, onde destacaremos tudo o que você deve se atentar ao escolher o seu.

Então, se você quer ter o melhor porta eletrodo em mãos o quanto antes, é só continuar por aqui com a gente!

Qual o melhor porta eletrodo?

Para te ajudar a responder essa pergunta nós separamos abaixo alguns incríveis modelos de porta eletrodo para você escolher o melhor, então confere só!

Alicate Porta Eletrodo 600A Flex – O Mais Baratinho!

Pros
  • Modelo mais barato
  • Cabo ergonômico de baquelite
  • Capacidade para 600 A
  • Mola 100% isolada
  • Resistência elevada
  • Mandíbula de ferro latonada
  • Sistema econômico
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Para começarmos bem nossa lista, nós trazemos à você o modelo mais baratinho, mas que ao mesmo tempo não irá lhe deixar na mão!

Este modelo apresenta um cabo ergonômico de baquelite, bem como uma mola 100% isolada. Além disso, sua resistência é elevada, com uma capacidade para até 600 A, sendo que sua mandíbula de ferro latonado é capaz de prender o eletrodo revestido e transferi-lo diretamente para a corrente de solda, fazendo todo o sistema super econômico.

Porta Eletrodo 300 A MTX – Para Uma Soldagem Mais Segura!

Pros
  • Modelo com foco na segurança
  • Capacidade para até 300 A
  • Alças de plástico que funcionam como um isolante
  • Ideal para oficinas mecânicas, reparos industriais e manutenções
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Se você busca por mais segurança, então este é o modelo!

Ideal para oficinas mecânicas, reparos industriais e manutenções, este modelo possui uma capacidade para até 300 A. Este modelo apresenta dimensões (L x A x C) de 3 x 8 x 24 cm. Além disso, as alças de plástico deste modelo são focadas na segurança, para uma melhor pegada e funcionando como um isolante.

Porta eletrodo 500 A Vp 500 Vonder – Ótimo Acabamento!

Pros
  • Ótimo acabamento
  • Capacidade para até 500 A
  • Cabo de resina isolante
  • Garras inferiores de latão/bronze
  • Garras superiores de ferro cobreado
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Se você valoriza ferramentas que apresentem um bom acabamento, então este porta eletrodo irá lhe agradar bastante!

Este modelo da Vonder apresenta uma capacidade para até 500 A, mas seu destaque mesmo fica por conta de seu bom acabamento. Em seu cabo é utilizado uma resina isolante, para uma maior segurança, enquanto o material das garras varia, sendo que na parte superior elas são feitas de latão/bronze, e na parte inferior de ferro cobreado. Esta “mistura” de materiais em sua composição fazem deste porta eletrodo um excelente modelo a se ter!

Cabo Com Porta Eletrodo Vonder – Bom Custo-Benefício

Pros
  • Bom custo-benefício
  • Cabo com extremidade conectada a um porta eletrodo
  • Capacidade para até 200 A
  • Diâmetro do cabo de 14 mm
  • Engate de 9 mm
  • Comprimento total de 2 metros
  • Cobertura em PVC
  • Material do cabo para a solda em alumínio
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

E, se você é uma pessoa que adora um bom custo-benefício, então talvez este modelo lhe agrade bastante!

Este modelo trata-se de um cabo, com diâmetro de 14 mm, com um porta eletrodo engatado em sua extremidade, cuja capacidade máxima é de 200 A. O cabo apresenta uma cobertura em PVC, com um engate de 9 mm e um comprimento total de 2 metros.

Porta eletrodo Vp 300 Vonder – Para Usos Mais Específicos!

Pros
  • Para usos mais específicos
  • Capacidade para até 300 A
  • Bom acabamento
  • Cabo feito em resina isolante
  • Garras inferiores feitas em latão/bronze
  • Garras superiores feitas em ferro cobreado
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

E por último, mas não por menos, temos um modelo bem similar ao terceiro de nossa lista, porém agora atuando em uma Amperagem diferente.

Assim como o terceiro da lista, este modelo também apresenta um bom acabamento, com cabo feito em resina isolante, garras inferiores em latão/bronze, e as garras superiores feitas em ferro cobreado. Entretanto, a diferença aqui é que este modelo atua em uma Amperagem menor, em até 300 A.

 Para que serve um porta eletrodo?

Para que serve um porta eletrodo?

Acima nós trouxemos vários bons modelos de porta eletrodo, mas você sabe dizer para que ele serve? Basicamente falando, a função de um porta eletrodo é realizar a correta fixação dos cabos, de modo a minimizar o risco de choques, servindo também como um bom isolante.

Ou seja, durante uma soldagem é ele quem irá isolar os cabos e garantir uma maior segurança ao operador, de modo que os riscos de choque sejam minimizados o máximo possível. Pois é exatamente por isso que trata-se de uma ferramenta tão indispensável!

Antes de te ajudarmos a escolher o melhor, abaixo nós separamos algumas dúvidas que sempre acabam surgindo na hora de utilizá-lo, e que podem ser úteis à você. Então confere só!

O que pode ocasionar no superaquecimento de um porta eletrodo?

Algo que, infelizmente, pode ser comum é o superaquecimento de um porta eletrodo, o que você deve sempre evitar a todo custo. Felizmente as causas mais comuns de um superaquecimento podem ser facilmente contornadas e evitadas, então fique atento.

Em primeiro lugar, sempre verifique se as mandíbulas estão muito soltas ou muito sujas, pois isto pode acabar ocasionando o superaquecimento, e é algo que pode ser facilmente identificável e tratável. Em seguida, confira também o cabo, pois um cabo solto é outro indicativo de superaquecimento em um porta eletrodo.

Estes são dois dos motivos mais comuns que podem levar ao seu superaquecimento, e que vale a pena ficar de olho, porém não são os únicos. O tamanho e a amperagem do porta eletrodo também fazem diferença aqui, e nós iremos conferir melhor seu papel abaixo.

Qual o tamanho correto um porta eletrodo deve possuir?

Quanto maior, melhor? Este definitivamente não é o caso de um porta eletrodo, que segue a contramão aqui, sendo que quanto menores eles forem, melhor!

Aqui é importante lembrar que esta é uma ferramenta totalmente manual, ou seja, o operador terá de manuseá-la a todo instante. Então, contar com um porta eletrodo grande e pesado apenas irá dificultar o trabalho do operador, aumentando sua fadiga e acabando até mesmo por comprometer sua precisão. É exatamente por isso que nós falamos que o ideal mesmo é contar com um modelo pequeno, e o mais leve possível, tudo pensando exclusivamente na comodidade do operador!

A amperagem e o peso são fatores correlativos entre si. Acima nós citamos isso, pois, em um modelo pequeno com uma amperagem elevada a chance de superaquecimento é bem alta. Mas em compensação, quanto maior o tamanho/peso para compensar a amperagem alta, maior também será a fadiga que você estará imprimindo ao operador.

Essa relação de amperagem/peso/tamanho é complicada, mas vale a pena prestar bastante atenção aqui para escolher a melhor opção à todos.

Dicas de como escolher o melhor porta eletrodo

Qual o melhor porta eletrodo?

Acima nós lhe mostramos vários incríveis modelos de porta eletrodo, mas como você pode decidir qual deles é o melhor para você? Pois foi pensando nisso que abaixo nós separamos todos os fatores que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu!

1 – Peso e tamanho!

Nós já citamos acima, mas vale repetir, o peso e o tamanho são o principal a se ter em mente aqui. Isso pois, você deve sempre focar nos modelos menores e mais leves, de modo a por em primeiro lugar a comodidade do operador.

Modelos maiores e mais pesados são mais difíceis de serem manuseados, o que pode ocasionar em fadiga para o operador, e consequente comprometer a qualidade do trabalho em si.

Outro fator importante a se ter atenção é com relação amperagem x peso/tamanho. Isso pois, uma amperagem elevada em um porta eletrodo muito pequeno é perigoso, pois pode acabar ocasionando em seu superaquecimento. Ou seja, uma amperagem elevada necessita de um porta eletrodo maior e mais pesado, o que consequentemente irá comprometer um pouco o manuseio do operador. Esta relação é difícil de ser feita, mas é necessária ser pensada minuciosamente, de modo a se encontrar um equilíbrio!

2 – Fique atento a Amperagem

Em seguida nós temos de nos atentar a amperagem, tanto sua relação com peso/tamanho, como explicado acima, como seu valor absoluto separadamente. Vamos então analisar seu valor separadamente aqui.

Antes de mais nada, quando nos referimos a “amperagem”, nada mais é do que a unidade que utilizamos para quantificar a corrente elétrica que estamos analisando. Ou seja, aqui nós não estamos “medindo amperagem”, mas sim a corrente elétrica, cuja unidade de medida é dada em amperagens.

Como você pode ter observado nos modelos de porta eletrodo que nós apresentamos acima, cada um atua em uma faixa de amperagem específica. Isso significa a corrente máxima em que cada modelo é capaz de atuar. Entretanto, peguemos dois modelos similares acima, porém que atuam em correntes diferentes.

Um deles atua na corrente de 300 A, e outro na de 500 A, e ao contrário do que possa parecer a um primeiro momento, o modelo que atual em 300 A é o mais caro. Você sabe dizer o por quê disso?

Isso se dá pois, um modelo com uma menor corrente torna-se mais específico, ou seja, mesmo que você demore mais a soldar com este modelo, a precisão que ele irá lhe dispor é maior do que a do modelo de 500 A. Em contrapartida, este modelo não é capaz de medir correntes elétricas que atuem em uma faixa superior a 300 A, o que o outro modelo já é capaz de fazer.

Exatamente por isso é importante ter em mente o trabalho a ser executado, de modo que você possa sempre adquirir um porta eletrodo com a amperagem correta.

3 – De qual material ele é feito?

Em seguida temos de nos atentar para o material utilizado na confecção do porta eletrodo, tanto no cabo quanto nos dentes.

Aqui a dica é sempre optar por materiais resistentes, e que o cabo seja sempre isolante e que lhe permita uma pegada mais firme, sem deixar escapar. Além de ser algo cômodo para o operador, poderá garantir tanto sua segurança, quanto impedir que o porta eletrodo se superaqueça e ocorram acidentes indesejáveis, que poderiam ser facilmente evitados.

Caso não ache na descrição do produto o material de que ele é feito, desconfie, isso pode significar que estão omitindo essa informação propositalmente.

4 – E claro, o preço deve sempre ser levado em consideração

E por último, mas não menos importante, o preço também é algo que deve sempre ser levado em consideração!

Como você pode ter notado acima, o porta eletrodo não trata-se de uma ferramenta cara, muito pelo contrário. Os modelos mais caros são mais específicos, como por exemplo por atuarem em uma faixa de corrente específica, mas não perdem em nada para os modelos mais baratos.

Então a dica aqui é simples, saiba separar suas necessidades específicas, bem como o seu orçamento, e se ater a isso. Certamente você será capaz de encontrar um porta eletrodo que atenda as suas necessidades sem com isso estourar o seu orçamento!

Agora você já sabe como escolher o melhor porta eletrodo

Acima nós lhe apresentamos incríveis modelos de porta eletrodo de modo que você possa escolher o melhor deles, além disso nós também separamos um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu. Então agora você já sabe tudo o que deve se atentar na hora de escolher o melhor porta eletrodo para você, focando sempre sua segurança e a eficiência no trabalho que irá desempenhar!

Pensando em adquirir algum dos modelos citados acima, ou então até mesmo já possui algum deles com você? Pois então não deixe de nos contar sua opinião a respeito dele nos comentários abaixo!