Melhor Sensor De Movimento

Atualmente, a casa inteligente já não é mais algo apenas dos filmes americanos, sendo que você mesmo pode ter uma. Uma boa maneira de iniciar isso é adquirindo um bom sensor de movimento para sua casa!

Com o sensor de movimento você consegue trazer mais tecnologia à sua casa, além é claro de estar sempre muito bem protegido. Pois foi exatamente por isso que nós separamos aqui incríveis modelos de sensor de movimento para você escolher o melhor. Além disso, nós também separamos um pequeno guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu.

Então, se você quer deixar sua casa mais avançada, e ao mesmo tempo mais segura, é só continuar aqui com a gente!

Qual o melhor sensor de movimento?

Para te ajudar a responder essa pergunta nós separamos abaixo incríveis modelos de sensor de movimento para você escolher o melhor, então confere só!

Sensor de Presença para Iluminação com Soquete  Intelbras – O Mais Barato!

Pros
  • Modelo barato
  • Identifica pessoas e animais de médio e grande porte
  • Altura de instalação de 2 a até 3,5 metros
  • Apresenta um alcance máximo de até 6 metros
  • Possibilidade de definir o controle de tempo, dentre 10 segundo a até 5 minutos
  • Possibilidade de definir luminosidade, dentre 10 a até 2.000 lux
  • Ajuste de percepção da luz ambiente, para a lâmpada funcionar apenas em períodos noturnos
Contras
  • Encontramos apenas algumas reclamações com relação a precisão do sensor

Vamos começar nossa lista com o modelo mais barato, mas que ao mesmo tempo não te deixa na mão!

Este sensor de movimento trata-se de uma lâmpada que acende quando há pessoas por perto. Este modelo apresenta um ângulo de detecção de 360º, compatível com lâmpadas de até 60 W e funciona dentre uma altura de 2 a até 3,5 metros, com um alcance de até 6 metros. Neste modelo você irá definir o controle de tempo, sendo que poderá variar dentre 10 segundo a até mesmo 5 minutos, poderá até mesmo controlar a luminosidade, dentre 10 a até 2.000 lux.

Sensor de Presença de Embutir no Teto Alumbra – Com Timer Embutido!

Pros
  • No caso de detecção de movimento enquanto a luz estiver ligada, a contagem de tempo reinicia, sem com isso desligar a lâmpada
  • Possível ajustar a luminosidade entre 20 segundos e 6 minutos
  • Instalação rápida e prática
  • Opção de configurar para funcionar apenas no período noturno
Contras
  • Não foi informado a eficácia deste modelo com relação a animais

Este é mais um modelo de iluminação no teto, onde a luz é acionada ao menor sinal de movimentação por perto através de seu sensor de infravermelho.

Neste modelo você pode ajustar o tempo de luminosidade entre 20 segundo a até mesmo 6 minutos, ele apresenta uma instalação rápida e prática, a lâmpada se desliga quando não há mais movimentações por perto e você ainda tem a opção de acioná-la para acender apenas na parte da noite. Neste modelo, se houver alguma detecção de movimento enquanto ela estiver ligada, a contagem de tempo reinicia, sem com isso desligar a lâmpada.

Sensor de Presença Infravermelho IVP 3000 PET Intelbras – Para Quem Possui Animais Em Casa!

Se você possui animais em casa, e não quer que tora hora seu sensor de movimentos seja acionado por conta deles, então este é o modelo ideal!

Este modelo apresenta o Pet Immunity, capaz de diferenciar seu animalzinho de um intruso, e não acionar quando ele passar por ele, reduzindo o risco de falsos disparos por animais domésticos. Além disso, este modelo é de fácil instalação, possui compensação automática de temperatura, contador de pulsos ajustável, proteção contra violação, LED ligado/desligado selecionável, uma altura máxima de instalação de até 2,2 metros e um campo de detecção de até 12 metros.

Pros
  • Perfeito para quem possui animais domésticos
  • Redução de disparos falsos ocasionados por animais domésticos
  • Compensação automática de temperatura
  • Contador de pulsos ajustável
  • Proteção contra violação
  • LED ligado/desligado selecionável
  • Campo de detecção de até 12 metros
Contras
  • Não encontramos reclamações referentes a este modelo em específico

Sensor Inteligente de Movimento Geonav – Bom Custo-Benefício

Pros
  • Ótimo custo-benefício
  • Recebe notificações em tempo real em seu Smartphone
  • Possibilidade de configurá-lo para reconhecer o movimento de animais ou objetos para não acionar o alerta
  • Possibilidade de conectá-lo aos demais dispositivos inteligentes de sua casa
  • Configuração simples, compatível com sistemas operacionais Androide iOS
  • Distância máxima de ativação de 4 a 6 metros
Contras
  • Encontramos várias reclamações referentes a dificuldade de realizar um pareamento do dispositivo com a Alexa

E, se você faz parte do time que adora um bom custo-benefício, então confere só este modelo!

Este modelo lhe envia notificações em tempo real para seu Smartphone ao menos sinal de movimento por perto. Você ainda pode conectá-lo com demais dispositivos inteligentes de sua casa, o programando para acender luzes, ligar o ar condicionado ou demais aparelhos eletrônicos de sua casa ao menor sinal de movimentação por perto. Sua configuração é bastante simples, sendo compatível com os sistemas operacionais Android e iOS, através de Wi-Fi a uma distância máxima entre 4 a 6 metros.

Sensor Anunciador de Presença Brasfort – Maior Raio De Atuação!

Pros
  • Raio de alcance de até 100 metros
  • Instalação fácil
  • Circuto interno inteligente digital
  • Tecnologia anti-interferência
  • 32 diferentes tipos de sons para você escolher
Contras
  • Não é possível controlar o volume
  • Modelo mais caro dentre os citados

Mas, se o que você quer mesmo é ser capaz de detectar movimentos o mais longe possível, então este é o modelo ideal!

Este modelo apresenta um raio de alcance de incríveis 100 metros em campo aberto! Além disso, trata-se de um modelo fácil de instalar, sem a necessidade de fios, possui circuito interno inteligente digital para captar movimentos no ambiente mesmo na posição de operação, possui tecnologia anti-interferência, pode ser usado como alarme, saudação sonora e campainhas, com um funcionamento a pilha e com até 32 diferentes tipos de sons.

O que é um sensor de movimento?

Para que serve um sensor de movimento?

Acima nós lhe apresentamos vários modelos de sensor de movimento, mas você sabe dizer para que eles servem?

O funcionamento de um sensor de movimento não há qualquer tipo de segredo, sendo que basicamente ele serve para identificar movimentos. Ou seja, ao menor sinal de movimento uma campainha é disparada, ou uma luz é acessa, demonstrando que há algo naquele cômodo. Até mesmo em uma câmera é possível que você a programe para gravar apenas quando for detectado algum tipo de movimento, conseguindo assim economizar energia.

Então, o sensor de movimento é útil para quem deseja instalar lâmpadas de aproximação, ou deixar todo um ambiente um pouco mais seguro. Abaixo vamos dar uma analisada nas vantagens e desvantagens deste tipo de sensor.

Vantagens e desvantagens de se ter um sensor de movimento!

Agora que você já tem uma certa noção do intuito de um sensor de movimento, vamos então analisar suas vantagens e desvantagens, começando pelas vantagens.

Começando pelo quesito segurança, trata-se de um dispositivo de segurança eficiente e barato. Além disso, no caso das lâmpadas, ainda é possível obter economia de energia, pois elas apenas se acendem quando há pessoas por perto.

Alguns modelos lhe permite uma conectividade com demais aparelhos eletrônicos de sua casa, como por exemplo um ar condicionado que é acionado quando detecta movimento no ambiente.

Há até mesmo modelos que são conectados diretamente em seu celular, fazendo assim com que você seja sempre alertado quando há movimentação no ambiente, e lhe permita um certo controle de pessoal. Há também modelos próprios tanto para área externa quanto interna.

Passando agora para as desvantagens, dependendo do modelo escolhido, torna-se necessário um serviço especializado para sua instalação. Entretanto, talvez a pior desvantagem seja os disparos acidentais que podem ocorrer, captando “fantasmas”. Mas a função “Pet Immunity” é feita justamente para diminuir os disparos acidentais.

Como você pode bem ver, as desvantagens são bem poucas quando comparadas com as vantagens, fazendo com que todo o sistema valha a pena no final das contas!

Sensor de movimento ou sensor de presença?

Se você pesquisar pela internet poderá se deparar com ambos os termos: sensor de movimento e sensor de presença, mas será que há algum tipo de diferença entre eles?

O objetivo dos dois é similar, porém a diferença reside apenas na tecnologia utilizada, sendo que o sensor de movimento funciona através da radiação infravermelha. Ou seja, neste modelo todo tipo de movimento é identificado através da variação de radiação em um ambiente que esteja sendo monitorado. Para se ter uma noção, no corpo de um ser humano a temperatura é cerca de 10 micrômetros, e o sensor de movimento detecta estas emissões entre 8 a 12 micrômetros.

Já em um sensor de presença o princípio é o mesmo, porém a diferença aqui está no fato em que ele pode detectar movimentos até mais suaves. Ele funciona através do que nós chamamos de “Efeito Doppler”, ou seja, ele emite ondas sonoros em um ambiente e as recebe de volta, quando há uma pessoa no local essa onda volta para o aparelho de maneira diferente, acionando assim o seu alarme.

Então nós podemos falar que, mesmo que com princípios um pouco diferentes, a função base de ambos é a mesma, detectar movimentos em um local.

Onde você deve instalar o seu sensor de movimento!

Uma vez que você já tenha adquirido o sensor de movimento ideal, agora é hora de instalá-lo, mas onde?

Bom, isso depende bastante do tipo e modelo que você adquiriu. No caso de lâmpadas, você pode instalá-las no teto, preferencialmente em corredores, de modo que a noite você consiga se locomover pela casa sem nenhum problema. O bom aqui é que você pode configurar o tempo em que as lâmpadas ficarão acessas, então não precisará se preocupar em apagá-las posteriormente.

Mas, no caso de um sistema focado exclusivamente na segurança, então o melhor é instalá-lo em muros e paredes, próximos a locais estratégicos de sua casa, como por exemplo no corredor de entrada e na garagem.

Outro aspecto bom aqui é que o sensor de movimento não compromete em nada a decoração do ambiente, pois são bastante discretos, havendo até mesmo modelos fluorescentes incandescentes e de LED.

Dicas de como escolher o melhor sensor de movimento!

Qual o melhor sensor de movimento?

Acima nós lhe mostramos vários modelos de sensor de movimento, mas como você pode definir qual deles é o melhor? Pois para te ajudar com isso nós separamos abaixo tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu, confere só!

1 – Defina suas necessidades

Antes de mais nada, a primeira coisa que você deve sempre ter em mente é para que você deseja adquirir um sensor de movimento. Ou seja, aqui você deve saber se você deseja um com foco total na segurança, ou apenas uma lâmpada para poder andar pela casa de madrugada sem maiores problemas. Se você o deseja para ambiente interno ou externo. Se ele deve ser infravermelho ou ultrassônico.

Saber responder a estas perguntas é bom, pois assim você poderá ir direto naquele modelo que melhor lhe serve. Abaixo nós focaremos nestas perguntas, te ajudando a entender melhor qual modelo você deseja!

2 – Ambiente interno ou externo?

Comecemos então por onde você irá instalar seu sensor de movimento, em uma área interna ou externa? É importante saber isso pois há diferença, um modelo interno não deve ser utilizado em uma área externa. Vamos então entender quais são estas diferenças.

Em um sensor de movimento para ambiente interno é possível encontrar modelos com uma sensibilidade extrema, os quais são capazes de detectar até os mínimos movimentos. Sua instalação pode ser tanto aa parede quanto no teto, de maneira embutida ou sobreposta, a nível 120º ou 360º, sendo que há até mesmo modelos próprios para área interna, adaptados para locais amplos e com um pé direito alto.

Já nos modelos para área externa, eles também podem ser instalados tanto no teto quanto na parede, porém a diferença aqui é que eles são próprios para ambientes úmidos e para serem utilizados ao ar livre. Estes modelos costuma possuir certificação IP44, IP54 ou então IP55, o que significa que eles são próprios para a área externa.

3 – Infravermelho ou ultrassônico?

O próximo fator a se definir é se o modelo escolhido irá funcionar por infravermelho (detecção de temperatura), ou por ultrassônico (detecção de movimento), igual nós discutimos acima.

Resumidamente falando, no sensor infravermelho, o que é medido aqui é a temperatura, mais especificamente a temperatura do corpo humano. Enquanto no sensor ultrassônico o que é medido são os movimentos da pessoa no ambiente.

Aqui tudo vai depender mais de que tipo de sistema você está buscando, pois os dois são igualmente eficientes, possuindo a mesma finalidade: de detectar pessoas no ambiente.

4 – Qual o tempo de reação?

Quando falamos em tempo de reação nós estamos nos referindo ao “delay” do modelo escolhido, ou seja, o tempo que ele demora até captar o movimento e então acionar o alarme, bem como o tempo em que o alarme ficará disparando após acionado.

É claro que aqui o ideal é optar sempre pelo menor tempo de reação possível, pois você não irá querer que seu sensor detecte um movimento e somente após meia hora ele o dispare o alarme, não é mesmo? Claro que nós estamos exagerando, pois no máximo ele irá demorar apenas alguns segundos, mas mesmo assim você irá desejar um tempo de reação instantâneo, principalmente no caso das lâmpadas.

5 – Qual o alcance máximo?

Quando nos referimos ao alcance máximo é necessário avaliarmos duas coisas, quanto a instalação e quanto a detecção de movimentos.

Quanto a instalação nós estamos nos referindo a que ponto você poderá instalar seu sensor de movimento de maneira eficaz. Ou seja, qual a angulação máxima que ele deve ficar da área que você pretende que ele funcione? Qual a altura máxima ele poderá ser instalado e ainda assim detectar movimentos no solo? É importante ficar sempre atento a isso, já tendo em mente mais ou menos as dimensões do local onde você deseja instalá-lo, para então verificar se tudo está de acordo.

Em seguida é necessário avaliarmos quanto a sua detecção de movimentos, ou seja, até que distância ele é capaz de identificar movimentos. Acima nós apresentamos modelos que podem detectar movimentos em até 100 metros de distância, o que talvez seja um exagero para suas necessidades. A dica aqui é sempre ter em mente um valor médio, para então ir atrás daquele modelo que melhor poderá lhe atender.

6 – De olho na bateria

É normal que os modelos de sensor de movimento apresentem um consumo elevado de bateria, e justamente por isso é importante que você esteja sempre de olho nisso.

Há modelos que são ligados diretamente na energia elétrica da residência, o que talvez seja até melhor para você, enquanto outros funcionam através de baterias e pilhas. Sempre confira qual é a alimentação do seu modelo escolhido e, caso seja por bateria, qual é sua autonomia, assim você consegue ter uma ideia de quando precisará trocar sua bateria, sem correr o risco dele lhe deixar na mão quando mais precisar.

7 – E quanto aos animais domésticos?

Nos falamos acima que a principal desvantagem de um sensor de movimento é o seu “falso positivo”, ou seja, quando ele dispara por causa de animais. Alguns dos melhores modelos possuem a função “Pet Immunity”, a qual é desenvolvida justamente pensando em seu animalzinho.

Estes modelos conseguem diferenciar a movimentação de animais das de humanos, evitando assim que o alarme seja disparado sempre que seu pet andar sobre ele. Se você possui animais em casa, então com certeza deve sempre buscar por um modelo com esta função.

8 – Quais os recursos extras oferecidos pelo modelo?

Os recursos extras podem ser variados, dependendo do modelo em análise.

Acima nós destacamos um modelo que pode ser acessado diretamente de seu smartphone, lhe enviando avisos em tempo real de qualquer movimentação captada, sendo possível até mesmo configurá-lo com demais aparelhos eletrônicos inteligentes de sua casa, como por exemplo para acionar o ar condicionado sempre que alguém entrar no cômodo.

Não são todos os modelos que possuem tais funcionalidades, porém é sempre bom conferir o que de “diferente” o seu modelo é capaz de fazer.

9 – E claro, o preço deve sempre ser levado em consideração!

E por último, mas não menos importante, o preço é algo que deve sempre ser levado em consideração!

De nada adianta você ter encontrado o melhor modelo se ele estoura o seu orçamento, e o contrário também é válido, pois um modelo muito barato pode não lhe servir bem. Então a dica aqui é simples, defina suas necessidades, bem como o seu orçamento, e se atenha a eles. Certamente você será capaz de encontrar um modelo que atenda as suas necessidades sem com isso estourar o seu orçamento!

Agora você já sabe como escolher o melhor sensor de movimento!

Acima nós lhe apresentamos vários modelos de sensor de movimento para você escolher o melhor, bem como um guia destacando tudo o que você deve levar em consideração na hora de escolher o seu. Então agora você já sabe que, seja para dar mais segurança ou para acender as luzes a noite, é só ir atrás de um bom sensor de movimento e tudo fica bem!

Pensando em adquirir algum dos modelos acima, ou então até mesmo já possui algum deles? Pois então não deixe de nos contar sua opinião a respeito nos comentários abaixo!