Como Funciona O Multímetro?

Saber como funciona o multímetro pode aperfeiçoar, e muito, praticidade do seu trabalho.

Mas isso é verdade mesmo?

Antes de mais nada, pense nos inúmeros problemas que você pode enfrentar ao não saber como um multímetro funciona, como por exemplo:

  • Não saber se a bateria está descarregada ou não;
  • Se a tomada da sua casa é 110V ou 220V;
  • Se o seu circuito elétrico do seu aparelho está funcionando bem;
  • A resistência elétrica de um resistor. 

Sem um multímetro, fazer essas medidas seria um trabalho danoso. Por isso, nada melhor do que descobrir como ele funciona!

Descobrindo como funciona multímetro

Basicamente, o multímetro funciona usando duas pontas de prova feitas de metal para tocar objetos e detectar as medições elétricas, mostrando o valor em seu painel ou display. 

Essas duas pontas de provas são separadas por duas cores:

  • Preto: ele sempre se conecta (ou pluga) no borne (buraco de entrada do ponto de prova no multímetro) indicado com as letras GND ou COM (também chamado de terra);
  • Vermelho: O multímetro tem duas entradas para o vermelho: corrente ou 10A e o V/W/mA/Ω.

Muitos simples até aqui, mas isso só até um aviso chegar: 

Cuidado ao usar o borne 10A!

Pois ele simboliza o limite de amperes que o multímetro aguentará. 

Por exemplo, se estiver escrito 10A, isso significa que a máquina aguenta até 10 amperes, e mais do que isso irá estragar o multímetro. Por isso, o vermelho só é conectado nele quando for fazer medidas de objetos como pilhas e baterias.

Contudo, é recomendável usar outro aparelho para fazer a medida de corrente e assim evitar prejuízos com multímetro quebrado ou até mesmo prevenir um incêndio.

(Sim é possível que o multímetro pegue fogo se você usar o 10A de forma errada, então é preciso estar atento).

Agora deixando esse aviso de lado, temos outro utensílio no meio do aparelho: a chave seletora.

Ao girar essa chave você selecionará aquilo que irá medir, seja voltagem, resistência, correntes elétricas e outros. Geralmente são mostrados por símbolos de letrasPor último, os valores são mostrado no display (se o multímetro for digital) ou no painel (se o multímetro for analógico) e pronto, a medição foi feita.  

Mas, se todos esses termos são confusos para você, falaremos sobre os símbolos

Significado dos símbolos no multímetro

Dependendo da marca do produto, é possível que ele venha com diferentes símbolos.

Por isso, para entender melhor como funciona o multímetro, você precisará interpretar os símbolos no aparelho. Basicamente temos:

  • DC, VCC, DCV VDC OU V com dois traçados em cima dele → Tensão continua;
  • VCA, ACV, VAC ou V com ~ em cima  Tensão alternada;
  • A Amperes ou corrente elétrica;
  • Ohms (Ω) Mede a resistência elétrica;
  • COM Terra;
  • V  Volts;
  • mV Milivolts ou 1 volt divido por mil;
  • K Indica a multiplicação por mi, como por exemplo, 2.000K igual a 2.000.000;
  • µ Microamperes. 

Além desses símbolos básicos, outros tipos de multímetros conseguem medir temperatura, continuidade e outros parâmetros, ou seja, tudo dependerá do produto e marca que você irá comprar.

Agora vamos ver como o multímetro funciona para fazer três medições básicas: tensão continua, tensão alternada e resistência

Como funciona multímetro na prática: tensão contínua. 

Para fazer a medida de tensão contínua, vamos usar pegar uma pilha como exemplo, temos então que:

  1. A ponta de prova preta precisa estar conectada no borne preto;
  2. A ponta vermelha no borne V/W/mA/Ω;
  3. Gire a chave seletora em 20 V do V com traçados;
  4. Coloque a ponta de prova vermelha no polo positivo;
  5. O ponto de prova preto no polo negativo;
  6. Observe o valor no painel/display. 

Muito cuidado para não inverter os pontos de prova nos polos, do contrário o resultado sairá impreciso. A seguir nós temos a tensão alternada.

Medindo a tensão da tomada

Um exemplo de medição da tensão alternada é possível com a própria tomada. 

  1. Gire a chave seletora para a maior escala do V com ~;
  2. Coloque os pontos de prova no buraco da tomada;
  3. Se o valor estiver acima de 200V, isso significa que a tomada é 220V.

Os pontos de provas não precisam está conectado aos polos corretos numa medição de tensão alternada. 

Para finalizar, resistência.

Testando a resistência elétrica do seu corpo

Sim, isso mesmo.

É possível medir a resistência elétrica do seu corpo.

  1. Gire a chave seletora para 2.000k do Ω;
  2. Aperte as pontas de prova usando o dedão e o indicador de cada mão.

Agora que falamos sobre como funciona o multímetro, vamos focar então nos modelos analógicos e digitais

Modelos de multímetro 

Atualmente existem os modelos analógico e digital, sendo que ambos funcionam similarmente, mas tendo algumas diferenças:

  • Multímetro analógico: Realiza medidas menos precisas, e a medição é feita usando força eletromagnética através do ponteiro com imã, usando a lei de Oesterd;
  • Multímetro digital: Painel de LCD cristalina, onde mostra valores numéricos iguais a um relógio digital, e converte corrente elétrica para sinais digitais.

O multímetro analógico pode ser o menos preciso entre os dois, porém ele é o mais eficiente em quesito de componentes eletrônicos.

Agora que aprendemos sobre como o multímetro funciona, hora de aprender a escolher. 

Como escolher um multímetro

Como funciona o multímetro?

Existem diversos multímetros no mercado tornando a escolha desse produto algo difícil.

Alguns desses multímetros podem ser simples e baratos, com poucas escalas e menos precisão. Outros são caros, com várias escalas e uma maior precisão. 

No entanto, qual você deve escolher?

O truque aqui é escolher o multímetro com maior sensibilidade. A sensibilidade do multímetro é metida através do volt (V) e ohm (Ω) e você deve escolher aquele com maiores valores de medida

Por que isso? Para evitar que tenhamos um valor inflado na medida e uma maior precisão na medição, ou seja, quanto mais sensível melhor. Mas qual valor é considerado baixo e alto?

  • Os multímetros de valores baixos estão na faixa de 1000 a 5000 ohms por volt;
  • Médios são de 5000 a 20000 ohms por volts;
  • Os mais altos (e caros) são de mais de 20000 ohms por volt.

Além disso, nós também separamos para você algumas dicas de como usar um multímetro. 

3 Dicas para usar o multímetro 

Dica 1 – Achando o valor do nível de tensão continua e alternada

Para descobrir o nível de tensão das correntes contínua e alternada, você terá que iniciar a medida na escala mais alta e ir abaixando até o multímetro conseguir realizar a leitura certa da tensão. 

Dica 2– Economize

Após a medição ser feita, sempre desligue o aparelho para economizar energia. 

Dica 3 – Não toque no metal

Na hora da medição evite tocar a parte metálica dos pontos de provas ou no ponto sendo medido, pois isso pode causar um acidente elétrico fatal

Agora você já sabe como o multímetro funciona!

Acima nós lhe informamos tudo o que você precisa saber sobre como funciona o multímetro, então agora a tarefa de fazer medições na rede ou circuito elétrico ficou ainda mais fácil e mais prática.

Saiba que com multímetro você consegue fazer o trabalho de três de aparelho em um: amperímetro, ohmímetro e voltímetro.

Por isso ter um em mãos irá lhe ajudar muito na sua bancada!

Restaram dúvidas sobre o funcionamento do multímetro? Pois então é só nos perguntar nos comentários abaixo e faremos o possível para lhe responder!